Notícias | Dia a dia | Wimbledon
'Está dando certo', diz Matos sobre desafio da grama
29/06/2022 às 22h19
Matheus Fonseca, de Londres
Especial para TenisBrasil

Embalados pelo título do ATP 250 de Mallorca na semana passada, o gaúcho Rafael Matos e o espanhol Davi Vega Hernandez estrearam com uma boa vitória em Wimbledon, marcando o quinto triunfo consecutivo na grama. Apesar de não ser o piso favorito de ambos, a parceria hispano-brasileira vem se dando bem na superfície natural do tênis.

“Quanto mais jogamos, mais à vontade ficamos. É bem difícil jogar na grama, não tem muitos ralis e é preciso ficar bem atento no início dos pontos, na primeira bola. Não é nossa especialidade, mas está dando certo e estamos nos virando bem”, disse o canhoto de 26 anos.

Sobre a partida, vencida por 3 sets a 1, Matos viu um bom desempenho tanto dele quanto do companheiro e assumiu a responsabilidade pela queda de rendimento no segundo set, especialmente no tiebreak.

“A maior parte do jogo nós dois estivemos bem, o Davi começou melhor nas duas primeiras parciais e a partir da terceira eu mantive a cabeça no lugar, já que ele sentiu um pouquinho a derrota no desempate, mas depois os dois acabaram indo bem no terceiro e quarto sets. Acho que no segundo foi mais da minha parte mesmo, eu não estava tão conectado no início e isso custou umas duas ou três bolas também no final do tiebreak”, explica.

Outro ponto interessante foi o fato dessa ter sido a primeira partida em melhor de cinco sets da carreira do brasileiro. Segundo ele, a novidade acabou atrapalhando um pouco após a segunda parcial.

“Para um jogo mais longo assim acho que temos que dosar um pouquinho, mas sem exagerar, pois, acredito que tenha pecado em não forçar tanto nas duas primeiras parciais pensando em uma disputa de quatro ou cinco sets. Quando perdemos o segundo acho que o Davi ficou um pouco preocupado que seria preciso jogar pelo menos mais dois sets. Como ele está com um desconforto na perna, quase deu uma baixada nessa hora”, revelou Matos.

Próximos adversários
Na segunda rodada, Rafael Matos e Davi Vega Hernandez terão pela frente o cazaque Aleksandr Nedovyesov e o paquistanês Aisam-ul-Haq Qureshi, contra quem o brasileiro e o espanhol jogaram duas vezes em 2022, com uma vitória para cada lado. No Challenger de Marbella, melhor para Nedovyesov e Qureshi por 6/3 e 6/4, enquanto o troco veio na semifinal do ATP 250 de Marrakech, com vitória de Matos e Vega por 7/5 e 7/6 (8-6). Esse será o primeiro duelo entre eles na grama.

“Eles jogam bastante com saque e rede, são bem duplistas mesmo e acredito que vai ser um jogo apertado. Além disso, os dois estão numa fase boa e fizeram final na grama (no Challenger de Surbiton, no começo de junho)”, analisou o gaúcho.

Comentários