Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Murray: 'Não joguei bem o suficiente para vencer'
29/06/2022 às 20h49

O bicampeão de Wimbledon nunca havia perdido tão cedo em 15 participações no torneio

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) - A derrota na segunda rodada de Wimbledon deixou Andy Murray bastante decepcionado com o nível de tênis apresentado nesta quarta-feira. Superado pelo norte-americano John Isner em quatro sets, Murray acredita que não jogou bem o suficiente para vencer. O britânico lamentou especialmente o desempenho no saque e também reconhece que teve poucas chances nos games de serviço de seu adversário, que disparou 36 aces na partida.

"Estou bastante decepcionado. Acho que nos primeiros sets, eu não saquei bem. Vi as estatísticas depois do jogo, estava com 47% de primeiro saque nos dois primeiros sets. Isso certamente não me ajudou. E ele estava sacando extremamente bem, como seria de esperar. Então, no quarto set, provavelmente perdi um game que eu não deveria ter, tinha 30-0 e errei um ou duas bolas naquele game, especialmente um backhand que nunca deveria ter errado", disse Murray após a derrota por 6/4, 7/6 (7-4), 6/7 (3-7) e 6/4 para Isner.

"Quando tive minhas oportunidades, ele sacou extremamente bem e não me deu muitas chances. Não tive muitas oportunidades de jogar no segundo saque dele em momentos importantes", avaliou o ex-número 1 do mundo, que só teve dois break-points na partida, ambos ainda durante o primeiro set. "Acho que a maioria dos jogadores do circuito diria que uma partida como essa foi vencida ou perdida com base em alguns pontos aqui e ali. Eu não joguei bem o suficiente nesses pontos hoje".

"Certamente não saquei bem o suficiente no início da partida, o que acho compreensível. Sabia que ele seria um adversário difícil de enfrentar. Mas já joguei bem contra ele no passado. Foi frustrante", complementou o britânico, que perdeu para Isner pela primeira vez em nove confrontos no circuito profissional. Bicampeão de Wimbledon em 2013 e 2016, ele fez sua 15ª participação na chave principal de simples e nunca havia perdido tão cedo.

Recuperado recentemente de uma lesão abdominal, Murray lamentou a preparação prejudicada, mas garante que estava fisicamente bem durante o torneio. "O saque e a devolução são os dois golpes mais importantes do jogo. E eu não pude sacar por 10 dias na parte depois da final de Stuttgart, mas meu abdômen estava bem durante a partida, durante o torneio e nos últimos dias de preparação. O lado positivo é que fisicamente eu estava bem durante as partidas. Eu me senti bem fisicamente na quadra, só não consegui a vitória hoje".

Murray também comparou o cenário atual com a eliminação para Stefanos Tsitsipas no US Open do ano passado. "Fiquei muito bravo depois daquela partida do US Open, provavelmente mais do que estou agora. Hoje eu estou decepcionado. Obviamente, queria me sair bem aqui. Adoro jogar em Wimbledon, e a grama é uma superfície em que sinto que ainda posso competir com os melhores. Essa derrota dói. Mas o US Open do ano passado certamente estava no mesmo nível, se não pior".

Comentários