Notícias | Dia a dia | Wimbledon
'Terminei a partida jogando muito bem', diz Nadal
28/06/2022 às 21h58

Apesar dos altos e baixos, o espanhol encontrou um aspecto positivo para a partida

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) - A vitória na primeira rodada de Wimbledon marcou o retorno de Rafael Nadal a uma competição na grama depois de três temporadas. O bicampeão não disputava o Grand Slam londrino desde 2019 e também não participou de torneios preparatórios no piso nas últimas semanas, tendo optado apenas por exibições. Até por isso, o espanhol entende que os altos e baixos na estreia já eram esperados, mas destaca que terminou a partida jogando bem. Ele perdia o último set por 4/2, mas fez quatro games seguidos.

"Não é uma superfície que jogamos com muita frequência, e especialmente no meu caso. Por diferentes razões, eu não pisava em uma quadra de grama há três anos, então sempre demora um pouco. Eu já esperava que fosse assim. Foi a minha primeira partida hoje foi um desses testes importantes", disse Nadal após a vitória sobre o argentino Francisco Cerundolo por 6/4, 6/3, 3/6 e 6/4 nesta terça-feira.

"Primeiro de tudo, todo o crédito para Fran. Acho que ele começou a jogar muito bem, parou de errar, sacou bem e acertava ótimos golpes, principalmente com o backhand. Normalmente ele tem um ótimo forehand, mas o backhand dele hoje foi ótimo", ponderou o espanhol, a respeito da reação do rival no terceiro set. "O lado positivo é que terminei a partida jogando bem. Nos últimos games, elevei meu nível".

Nadal agora se prepara para enfrentar o lituano Ricardas Berankis, 106º do ranking, na segunda rodada. O espanhol venceu o único duelo anterior, realizado no início deste ano pelo ATP 250 de Melbourne. "Eu sei que no início do torneio especialmente, nas circunstâncias em que cheguei aqui, a vitória é a coisa mais importante porque me dá a chance de treinar novamente amanhã e ter outra partida daqui a dois dias. Estou muito feliz por isso. Foi um jogo muito positivo para mim. E é claro que há um espaço importante para continuar a melhorar".

Desistência de Berrettini e protocolos de Covid-19
O espanhol também foi perguntado sobre a ausência de Matteo Berrettini do torneio depois que o italiano testou positivo para Covid-19 nesta terça-feira. Berrettini e Nadal chegaram a treinar juntos na semana passada. "É difícil ser um contato próximo quando você está ao ar livre, treinando. Historicamente é mais difícil, mas qualquer coisa pode acontecer, não?"

"No momento estou me sentindo ótimo, sem problemas. E sinto muito por ele, porque sei que ele estava jogando de forma fantástica, vencendo dois torneios na grama [em Stuttgart em Queen's]. Ele é um ótimo colega de circuito e desejo a ele uma rápida recuperação", acrescenta o espanhol, que também falou sobre os protocolos de Covid-19 do torneio.

"Se não estou enganado, Matteo já estava doente há alguns dias. Foi o que um fisioterapeuta da ATP me disse outro dia. Não sei se a situação mudou, mas a informação que eu tive é que se você tem algum sintoma, fica a seu critério querer fazer um teste ou não. Se você quiser fazer um teste e o teste for positivo, então você está fora".

Comentários