Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Berrettini também pega Covid e sai de Wimbledon
28/06/2022 às 08h09

Londres (Inglaterra) - Finalista da última edição de Wimbledon e campeão de dois preparativos, o italiano Matteo Berrettini foi diagnosticado nesta terça-feira com Covid-19 e se retirou do torneio. Foi o segundo caso em menos de 24 horas e com tenistas de peso, já que o croata Marin Cilic também se retirou na segunda-feira devido ao coronavírus.

Cabeça 8 desta edição, ele faria sua estreia nesta terça-feira contra o chileno Cristian Garín. "Estou com o coração partido por anunciar que devo me retirar de Wimbledon por causa do resultado positivo do teste de Covid-19", escreveu Berrettini em seu perfil no Instagram.

Campeão em Stuttgart e em Queen's nas semanas que marcaram sua volta ao circuito após a cirurgia na mão, ele garante que é uma infecção leve: "Tive sintomas gripais e fiquei em isolamento nos últimos dias. Ainda que os sintomas não sejam graves, decidi que era importante fazer outro teste nesta manhã para proteger a saúde e a segurança de meus adversários e de todos os envolvidos no torneio", acrescentou. Obviamente, ele diz estar "extremamente desapontado", mas que "voltarei mais forte".

Seu lugar na chave será ocupado pelo sueco Elias Ymer, que perdeu na última rodada do qualificatório e enfrentará ainda nesta segunda-feira o chileno Cristian Garin.

Outra desistência na parte inferior da chave foi do croata Borna Coric, que vinha de título em nível challenger. Ele acabou substituído pelo norte-americano Stefan Kozlov, que jogará com o argentino Diego Schwartzman.

Comentários