Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Alcaraz segue confiante, mas rechaça favoritismo
27/06/2022 às 20h33

Vitória na estreia em Wimbledon foi apenas a segunda do espanhol na grama

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) - Com pouquíssima experiência em quadras de grama, Carlos Alcaraz conseguiu nesta segunda-feira apenas sua segunda vitória no piso como tenista profissional, ao estrear com resultado positivo em Wimbledon. O jovem de 19 anos e número 7 do mundo segue confiante de que pode fazer um bom torneio, mas rechaça qualquer tipo de favoritismo ou pressão por resultados.

"Não sinto a pressão porque não me considero um dos favoritos para vencer este torneio", disse Alcaraz ao discutir suas chances de título. "Obviamente, se eu jogar bem, tenho o nível para vencer o torneio. Mas há jogadores muito mais experientes na grama do que eu. Então, não sinto pressão".

Alcaraz precisou de 4h11 para superar o alemão Jan-Lennard Struff nesta segunda-feira por 4/6, 7/5, 4/6, 7/6 (7-3) e 6/3. O espanhol precisou lidar com um rival de golpes potentes e adepto do saque e voleio. Struff subiu 114 vezes à rede na partida e venceu 71 desses pontos.

"Gostei muito da partida. Foi uma batalha ao longo de quatro horas. Gosto de jogar na grama, e sei que meu nível precisa melhorar um pouco nesse piso. Mas estou feliz com o meu nível hoje", ponderou o espanhol. "Eu sabia desde o início que seria muito difícil. Struff tem um grande saque e ótimos golpes".

"Tive que estar muito focado nas devoluções hoje, e também na segunda bola após as devoluções, para tentar acertar um bons lobs e passadas. E, claro, a primeira bola após o saque também seria muito importante para mim. Eu tive que estar mais focado hoje porque eles estavam atacando mais do que eu. Na grama é muito importante começar os pontos atacando", complementou o sétimo do ranking.

Alcaraz também comemorou seu bom desempenho no saque, especialmente por ter disparado 30 aces na partida, além de destacar sua movimentação em quadra. O espanhol não participou de torneios preparatórios nas três semanas da temporada de grama, tendo atuado apenas em exibições.

"Este é provavelmente o meu melhor saque. Esta foi uma arma que usei e foi por isso que venci hoje. Não esperava me mover tão bem como fiz hoje. Quero dizer, joguei muito bem, me senti muito bem na quadra na grama", finalizou o jovem tenista, que agora enfrenta o holandês Tallon Griekspoor.

Comentários