Notícias | Dia a dia | Wimbledon
De virada, Murray marca a 60ª vitória em Wimbledon
27/06/2022 às 17h54

Londres (Inglaterra) - O escocês Andy Murray respondeu às dúvidas sobre sua recuperação da contusão abdominal sofrida dias atrás na final de Stuttgart e reagiu bem após perder o primeiro set em mais uma estreia em Wimbledon. O bicampeão, que nunca caiu antes da segunda rodada no Grand Slam caseiro, superou nesta segunda-feira o australiano James Duckworth, com parciais de 4/6, 6/3, 6/2 e 6/4.

Ele agora irá reencontrar o gigante norte-americano John Isner, que pouco antes venceu batalha de cinco sets contra o francês Enzo Couacaud, em que cravou 54 aces e anotou as parciais de 6/7 (6-8), 7/6 (7-3), 4/6, 6/3 e 7/5. Murray ganhou todos os oito duelos diante de Isner, sete deles no piso sintético e um outro no saibro, mas os dois não se cruzam desde novembro de 2016.

Murray atinge assim sua 60ª vitória em 71 partidas já feitas em 14 participações em Wimbledon. Ele também fica mais perto de atingir o 200º triunfo em torneios de Grand Slam, tendo agora 194 resultados positivos e 50 derrotas.

"Não sei quantas mais chances terei de jogar nesta quadra", afirmou, lembrando que sempre existe pressão e nervosismo quando joga em casa. "Ele é um jogador habituado na grama, mas está voltando de cirurgia no quadril feita em janeiro, e foi um jogo equilibrado".

Sinner tira Wawrinka
Depois de atuação frustrante em Eastbourne há uma semana, o italiano Jannik Sinner mostrou qualidades para superar o experiente suíço Stan Wawrinka e marcar sua primeira vitória no torneio, já que havia sido batido na estreia no ano passado. O cabeça 10 marcou 7/5, 4/6, 6/3 e 6/2.

Ele ainda não conhece adversário, já que o jogo em que o sueco Mikael Ymer vencia o alemão Daniel Altmaier, por 6/3 e 7/5, foi interrompido por falta de luz natural.

Carreño desiste
O espanhol Pablo Carreño vai continuar sem vitórias em Wimbledon depois de sete tentativas. Desta vez, ele abandonou por contusão ao final do segundo set. Ele começou à frente do sérvio Dusan Lajovic, por 6/3, mas perdeu o seguinte por 4/6 e aí desistiu. Lajovic enfrenta o perigoso Alexander Bublick, cazaque de saque poderoso e que atropelou o húngaro Marton Fucsovics, por 6/1, 6/2 e 6/4.

Comentários