Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Monteiro: 'Não fui bem na entrada dos pontos'
27/06/2022 às 18h21
Matheus Fonseca, de Londres
Especial para TenisBrasil

Não durou muito a participação do cearense Thiago Monteiro em Wimbledon. Ineficiente no saque e nas devoluções, o tenista número 1 do Brasil foi dominado pelo espanhol Jaume Munar e acabou eliminado logo na estreia do Grand Slam britânico. Questionado após o duelo sobre o que faltou para ser mais competitivo, o jogador destacou a dificuldade para se impor no começo dos pontos.

“Foi um jogo complicado, o Munar estava muito firme, principalmente na entrada dos pontos, e não me deixou confortável em nenhum momento. Além de não usar tão bem o meu saque, não consegui encontrar o ponto certo para atacá-lo nas primeiras bolas. Quando eu conseguia pressionar um pouco mais, ele utilizou outros bons recursos, foi bem na rede, deu alguns drop shots, e com essa variação dificultou o meu jogo”, analisou.

Outro fator que atrapalhou o desempenho brasileiro foi o fato de sair atrás em todas as parciais, enquanto o adversário administrou muito bem a vantagem conquistada. “Quando você já sai sendo quebrado no início do set, o adversário fica mais solto. Como ele sacou muito bem também, não consegui colocar pressão nas devoluções. Então eu estava sempre tentando correr atrás e acabava errando uma bola ou outra mais importante, porque sentia a necessidade de ter que acertar de qualquer maneira as poucas oportunidades que apareciam”, explicou Monteiro.

Terceiro set mais equilibrado
Diferentemente das duas primeiras parciais, Thiago conseguiu devolver uma das quebras no terceiro set, empatando o jogo em 4/4. Apesar de conseguir equilibrar e desempenhar melhor o seu jogo, o canhoto cearense voltou a ser dominado pelo espanhol nos últimos games. “Acho que ele teve muitos méritos e foi sólido a partida inteira. No terceiro set eu até joguei melhor, encaixei algumas devoluções, recuperei um break, mas do 5/5 em diante ele fez bons pontos, cresceu no momento mais importante e mereceu a vitória”.

Planejamento para o segundo semestre
Após se despedir da grama de Wimbledon, Thiago Monteiro voltará a disputar torneios no saibro europeu antes de retornar ao Brasil e partir para a temporada de quadra dura nos Estados Unidos. Já na próxima semana ele deve jogar o Challenger de 125 mil de Salzburg, na Áustria, e depois joga três ATP 250 consecutivos, em Bastad (Suécia), Gstaad (Suíça) e Kitzbuhel (também na Áustria).

Comentários