Notícias | Dia a dia
Matos derruba campeões de RG e busca seu 4º ATP
24/06/2022 às 10h07

Matos e o espanhol David Vega Hernandez decidem o título neste sábado

Foto: Mallorca Championships

Mallorca (Espanha) - A parceria do gaúcho Rafael Matos com o espanhol David Vega vai brilhando em mais uma semana. Nesta sexta-feira, eles garantiram vaga na final do ATP 250 de Mallorca ao baterem na semi os cabeças de chave 1 e atuais campeões de Roland Garros, o holandês Jean-Julien Rojer e o salvadorenho Marcelo Arevalo com parciais de 6/4, 3/6 e 10-7, depois de 1h39 de jogo.

"Hoje a gente começou muito bem o jogo, abrimos 3/0 com duas quebras, mas acabamos perdendo o saque em um game que eles devolveram muito bem. No segundo, a gente deu uma leve baixada de energia, eles aproveitaram e conseguiram e uma quebra. Mas no super tiebreak, a gente jogou muito bem em uns três ou quatro pontos. Sabíamos que era um jogo duro, eles estão em uma fase muito boa, mas a gente conseguiu bater eles. Agora é foco total para amanhã em busca do título".

Os adversários do gaúcho e do espanhol na decisão marcada para às 7h (de Brasília) deste sábado serão o uruguaio Ariel Behar e o equatoriano Gonzalo Escobar, que depois de derrubarem a segunda dupla mais bem cotada ao título, os alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies, superaram na semi o australiano Matthew Ebden e o austríaco Philipp Oswald.

Matos vai buscar na grama de Mallorca seu quarto título de duplas na ATP. Só na atual temporada ele já conquistou duas taças, ambas no saibro. A primeira delas veio em Santiago, ao lado de Felipe Meligeni, e a outra em Marrakech com Vega. Ele também já se sagrou campeão do ATP 250 de Córdoba, no ano passado, outra vez com Meligeni. Será a sexta final deste nível para o gaúcho.

Com a campanha desta semana, Matos vai ganhando uma colocação e subindo para o 41º lugar no ranking, o melhor da carreira. Ele poderá ser o novo número 2 do Brasil nas duplas se for campeão, ultrapassando assim o mineiro Marcelo Melo, que ficaria no atual 41º posto, enquanto o gaúcho subiria para 40º.

A partida começou muito bem para o brasileiro e o espanhol, que venceram os três primeiros games da disputa, com duas quebras seguidas. Só que Rojer e Arevalo devolveram um dos breaks já no quarto game, mas depois não conseguiram fazer nada mais e foram superados na parcial inicial.

No segundo set, os principais favoritos levaram a melhor graças a uma quebra solitária conquistada no quarto game. Matos e Vega até tiveram três chances de devolver a desvantagem, mas não conseguiram e tiveram que definir a vitória no match-tiebreak, em que saíram com 1-3, mas depois obtiveram boa sequência para fazer 6-3 e então apenas administraram a vantagem até o final.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva