Notícias | Dia a dia
Bia joga às 7h em busca de sua maior final em simples
23/06/2022 às 18h35

Bia reencontra a tcheca Petra Kvitova em busca de uma vaga na final de Eastbourne

Foto: Arquivo

Eastbourne (Inglaterra) - Depois de avançar sem precisar entrar em quadra nesta quinta-feira pelo WTA 500 de Eastbourne, Beatriz Haddad Maia volta a atuar nesta sexta. Invicta há 12 jogos nas quadras de grama, Bia jogará às 7h (de Brasília) contra a tcheca Petra Kvitova, valendo vaga em sua terceira final seguida e a maior de sua carreira em simples. A partida terá transmissão do canal por assinatura ESPN.

Será o reencontro de Bia com Kvitova. Elas se enfrentaram na semana passada, em Birmingham, e a brasileira venceu em sets diretos no caminho para seu segundo título na elite do circuito. Na ocasião, comentou que a tcheca, bicampeã de Wimbledon e ex-número 2 do mundo, era uma jogadora que costumava observar quando era mais jovem, pelo fato de ambas serem canhotas e terem tipo físico e estilos de jogo parecidos.

"Petra é uma grande jogadora, muito forte, e que joga um tênis agressivo, especialmente na grama. Então, eu sabia precisava ser mais agressiva hoje. Ela é uma tenista que eu costumava assistir muito quando era juvenil e respeito muito o jogo dela. Estou muito feliz por essa vitória", disse a paulistana de 26 anos, que venceu aquela partida por 7/6 (7-4) e 6/2.

Além dos dois títulos recentes de WTA 250 na grama, em Nottingham e Birmingham, Bia tem ainda uma final de 250 Seul no ano de 2017. Ela agora busca sua primeira final de WTA 500 em simples. Já no circuito de duplas, venceu um 500 em Sydney ao lado da cazaque Anna Danilina em janeiro deste ano. E com a mesma parceira, disputou a final do Australian Open.

Bia terá novamente seu melhor ranking
A campanha até a semifinal em Eastbourne fará com que Bia tenha novamente o melhor ranking de sua carreira. A atual 29ª do mundo está ganhando as posições de Ekaterina Alexandrova e de Martina Trevisan, mas ainda pode ser ultrapassada pela própria Petra Kvitova. Se for novamente finalista, a brasileira irá se firmar entre as 25 melhores do mundo, com possibilidade de atingir o 21º lugar em caso de título. Há exatamente um ano, ela era a número 188 do mundo.

Kvitova busca a 39ª final da carreira
Adversária de Bia na semifinal, Kvitova está com 32 anos e ocupa o 31º lugar do ranking. A tcheca tem 28 títulos no circuito da WTA, sendo quatro na grama, dois em Wimbledon e dois em Birmingham. Ela busca sua 39ª final na carreira.

Ostapenko e Giorgi na outra semifinal
A segunda semifinal acontece na sequência, entre a letã Jelena Ostapenko e a italiana Camila Giorgi. O histórico de confrontos entre elas está empatado por 1 a 1. Ostapenko, de 25 anos e número 14 do mundo, é a atual campeã em Eastbourne e tem 470 pontos a defender na semana. Já Giorgi, 26ª colocada, está com o melhor ranking da carreira aos 30 anos. A italiana tem um título na grama, conquistado ainda em 2015 em 's-Hertogenbosch.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva