Notícias | Dia a dia
Bia pode chegar a Wimbledon perto do top 20
22/06/2022 às 19h36

A brasileira pode terminar a semana a menos de 20 pontos do top 20 em caso de mais um título

Foto: Arquivo

Eastbourne (Inglaterra) - Ainda invicta na temporada de grama, com 12 vitórias seguidas, Beatriz Haddad Maia tenta escalar ainda mais o ranking. Campeã dos WTA 250 de Nottingham e Birmingham e já garantida nas quartas do 500 de Eastbourne, a número 1 do Brasil permanece no 29º lugar com os resultados de momento, mas pode terminar a semana entre as 25 melhores e talvez bem perto do top 20 em caso de mais um título.

A campanha até as quartas em Eastbourne está rendendo 100 pontos para Bia. Ela não defende nada na semana, mas precisa descartar 43 pontos, de seu 16º e pior resultado válido para o ranking. Por isso, sua situação ainda não muda, apesar de sua pontuação total subir de 1.640 para 1.697 após as vitórias nas duas primeiras rodadas em Eastboune.

Bia começa a ganhar posições se ela vencer a partida das quartas contra a ucraniana Lesia Tsurenko, marcada para às 12h30 (de Brasília) desta quinta-feira. Uma semifinal de WTA 500 rende 185 pontos e já faria a brasileira chegar a 1.782 para ultrapassar Ekaterina Alexandrova, que não joga na semana, e Martina Trevisan, já eliminada em Bad Homburg, com chances de também deixar para trás a italiana Camila Giorgi, que também está nas quartas em Eastbourne, enfrentando a búlgara Viktoriya Tomova.

Se a canhota paulista chegar à final de Eastbourne, atingindo a terceira seguida na grama, fará 305 pontos e iria para 1.902 no total. Isso já faria com que ela se aproximasse das 25 melhores do mundo, dependendo novamente dos resultados de concorrentes diretas.

Já em caso de mais um título, ela faria 470 pontos e iria para 2.067 no total. Isso a deixaria à frente da atual 21ª colocada Veronika Kudermetova, que tem 2.045 pontos, e ficaria muito perto de Victoria Azarenka, vigésima do mundo, que perde 60 pontos nesta semana e ficará com 2.086 a partir de segunda-feira.

Concorrentes defendem pontos em Wimbledon
Apesar de a edição deste ano do torneio de Wimbledon não oferecer pontos no ranking, Bia também terá chance de subir, beneficiada por descontos de adversárias diretas. Ano passado, ela disputou o quali e fez apenas 30 pontos, que nem contam para seu ranking atual. Já em 2022, ela será a 23ª cabeça de chave, por conta do veto às jogadoras da Rússia e de Belarus, e assim não enfrentará uma rival do top 8 antes das oitavas de final.

A cazaque Elena Rybakina, número 21 do mundo, e a norte-americana Madison Keys, 24ª do ranking, vão perder 240 pontos cada uma por terem alcançado as oitavas no ano passado. Já Angelique Kerber, 18ª do mundo, fez semifinal de Wimbledon e perde 780 pontos depois do torneio. Entre essas três jogadoras, só Rybakina tem pontos não aproveitados no ranking, 55 atualmente. 

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva