Notícias | Dia a dia
Monte Carlo e Paris podem entrar na WTA, diz Gaudenzi
09/06/2022 às 20h53

Presidente da ATP planeja realizar esses eventos com duas semanas de duração cada um, em parceria com a WTA

Foto: Divulgação

Paris (França) - Dois eventos bastante tradicionais do circuito da ATP, os Masters 1000 de Monte Carlo e Paris podem ganhar edições femininas no futuro próximo. Quem afirma é o italiano Andrea Gaudenzi, presidente da ATP, no mesmo dia em que a entidade anunciou um plano de expansão dos Masters 1000. Os torneios de Roma, Madri e Xangai terão duas semanas a partir de 2023, enquanto os do Canadá e de Cincinnati seguirão o mesmo modelo a partir de 2025.

Gaudenzi falou ao New York Times sobre os planos de expandir também os torneios de Monte Carlo e Paris e fazer eventos combinados, também com duas semanas de duração, em parceria com a WTA. "Estamos tentando oferecer mais dias de entretenimento premium para os fãs de tênis", disse o dirigente.

O presidente da ATP apresentou uma pesquisa de mercado que aproximadamente um bilhão de fãs acompanhavam algum nível de competição de tênis, mas que a grande maioria "só faz check-in e chek-out nas grandes partidas" como as semifinais e finais de Grand Slam. O objetivo das entidades é criar uma base de fãs na casa de 100 milhões de pessoas que acompanhem o circuito regularmente durante o ano todo.

“A diferença entre o Slams e o Masters, na minha opinião, ainda é grande demais. Se você comparar com o golfe, por exemplo, em termos de sucesso e premiação em dinheiro, os Majors e o PGA Tour estão muito mais próximos. Precisamos elevar esses níveis, porque queremos dar uma narrativa aos fãs desde janeiro até o ATP Finals no final do ano".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva