Notícias | Outros
Com presença de Koch, Tênis na Lagoa celebra 18 anos
08/06/2022 às 20h42

Projeto social é o mais longevo do Rio de Janeiro e já atendeu 4.500 crianças em 18 anos

Foto: Divulgação

Rio de Janeiro (RJ) - O projeto Tênis na Lagoa - Instituto Mirania Gomes Borges, completou 18 anos de existência com festa no último domingo na quadra pública da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro. Mais de 100 crianças e seus familiares participaram da celebração.

Os campeões do torneio interno na celebração do projeto mais longevo do país foram condecorados. No torneio da Equipe de Competição, Antonio Vitor foi o vencedor com Carlos Henrique vice. No torneio da Pré-Equipe, Nicolas Azevedo foi o campeão com Natália Moura com o vice-campeonato.

"Quem diria, eu fico até emocionado com esses 18 anos , só queria agradecer as pessoas que direta ou indiretamente ajudaram e torceram por ele. Que venham muito mais anos e que possamos seguir ajudando mais crianças", disse Alexandre Borges, coordenador do Tênis na Lagoa.

Padrinho do projeto e lenda do tênis brasileiro, Thomaz Koch marcou presença e se encantou com a garotada: "O pessoal que toca o projeto no dia-a-dia é fantástico. Não imaginava no início. O projeto cresceu e hoje os são garotos quase que profissionais e estão jogando bem. Mas a meta final é a inclusão social e a troca de energia dos garotos, isso é o mais bonito. Estão de parabéns, é muito emocionante ver toda essa garotada", disse Thomaz que como jogador foi campeão de duplas mistas em Roland Garros e esteve a frente das maiores campanhas do Brasil na Copa Davis na década de 60, fora títulos de expressão no circuito mundial.

O projeto atualmente conta com 160 meninos e meninas de comunidades carentes da Rocinha, Vidigal, Cruzada, Cantagalo, Tabajara, Pavão-Pavãozinho, Rio das Pedras, Muzema entre outros na capital carioca, com cerca de 4.500 atendidas nos 18 anos de vida.

No final do ano passado, dois deles disputaram torneios em Portugal saindo com títulos em simples e duplas, casos de Antonio Vitor e Carlos Henrique: "Baita experiência de vida fantástica para todo mundo ainda com a possibilidade de jogar bem. É difícil saber até que ponto eles vão chegar, mas é muito bonito ver o progresso e a alegria. Que continuem ajudando, crescendo e melhorando, compartilhando o sucesso com as crianças e famílias", disse Rafael Kuerten, irmão de Gustavo Kuerten.

O Tênis na Lagoa segue vendendo a camiseta "Eu apoio" no valor de R$ 50,00 que serão revertidos para o projeto. Mais informações para fazer sua doação através das camisas ou de outra forma podem ser obtidas pelo instagram @projetotenisnalagoa.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva