Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Cilic diz que não se importa em ter menos destaque
01/06/2022 às 21h35

Cilic é o quinto jogador em atividade a ter semis em todos os quatro Grand Slam

Foto: Clément Mahoudeau/FFT

Paris (França) - Ao garantir uma vaga na semifinal de Roland Garros, Marin Cilic conseguiu uma marca bastante expressiva em sua carreira profissional. Ele é apenas o quinto jogador em atividade a ter alcançado as semis em todos os quatro torneios do Grand Slam, juntando-se a Roger Federer, Rafael Nadal, Novak Djokovic e Andy Murray. E apesar de ter uma carreira sólida, com um título do US Open em 2014 e finais na Austrália e em Wimbledon, o croata de 33 anos não se importa de ter menos destaque que o de outros nomes de sua geração.

"Eu realmente não me importo de ter menos destaque. Esses caras são os melhores do mundo há muitos anos. Eu estou apenas tentando aproveitar as minhas oportunidades o máximo que posso durante todos os dias da minha carreira. Tento dar o meu melhor a cada partida e estou absolutamente orgulhoso", disse Cilic, após a vitória sobre Andrey Rublev por 5/7, 6/3, 6/4, 3/6 e 7/6 (10-2) nesta quarta-feira em Paris.

"Olhando a para minha própria carreira, eu tive alguns sucessos obviamente enormes e ganhei muitas coisas. Mas também comparando com os caras do topo, não fui tão consistente. Tive três ou quatro temporadas que foram incrivelmente boas, incrivelmente consistentes, mas ainda foram alguns altos e baixos", acrescentou o ex-número 3 do mundo, que atualmente ocupa o 23º lugar do ranking.

O desempenho no saque foi fundamental para a difícil vitória em cinco sets sobre Rublev. Cilic disparou 33 aces na partida. "Foi um jogo muito difícil mental e fisicamente, e eu diria que foi de muita qualidade para nós dois. Andrey também jogou em altíssimo nível. Eu acho que ele é um dos caras mais consistentes do circuito, batendo forte na bola e sacando muito bem. Eu tinha que jogar bem e felizmente meu saque foi fantástico hoje. Mas, no geral, foi emocionalmente desgastante".

Apesar de ter um histórico melhor em superfícies mais rápidas, Cilic acredita que está cada vez melhor no saibro nesses últimos anos. "Eu diria que nos últimos anos, a partir de 2017, comecei a me sentir bem no saibro e tive um grande sucesso. Estou me sentindo muito bem na quadra, me divertindo, sendo eu mesmo e jogando o meu jogo. Está valendo a pena".

Cilic agora se prepara para a semifinal da próxima sexta-feira, diante do número 8 do mundo Casper Ruud. Ele perdeu os dois encontros que fez contra o norueguês de 23 anos. O croata destaca o ótimo histórico de Ruud no saibro, com direito a sete títulos no piso.

"Joguei contra o Casper duas vezes. Uma vez foi em Roma, há dois anos, acredito. Eu diria que ele é um dos melhores caras do circuito, especialmente no saibro. Ele ganhou muitos títulos e se sente muito bem nesse tipo de piso. Vai ser um jogo absolutamente difícil", avaliou Cilic. "Mas tenho que me concentrar em mim mesmo. Obviamente, estou jogando bem e tenho um ótimo saque. Tenho fazer minhas coisas bem para poder enfrentar esses caras da melhor maneira possível".

Comentários