Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Swiatek segue imbatível e faz nova semi em RG
01/06/2022 às 11h11

Paris (França) - Não foi desta vez que a incrível sequência de vitórias de Iga Swiatek terminou. Tenista de melhor ranking a chegar nas quartas de final, exceto a própria polonesa, norte-americana Jessica Pegula bem que tentou e até fez um jogo parelho com a número 1 do mundo, mas foi mais uma a ser derrotada em sets diretos e caiu com parciais de 6/3 e 6/2, em 1h30 de confronto.

Swiatek chegou assim ao 33º triunfo consecutivo e vai pouco a pouco se aproximando das maiores sequências vitoriosas a partir do ano 2000. A polonesa de 21 anos está a uma de igualar as 34 vitórias de Serena Williams de 2013 e com mais duas empata com as 35 de Venus Williams em 2000. Na temporada, venceu 42 jogos e perdeu apenas três.

O próximo obstáculo no caminho da líder do ranking será a russa Daria Kasatkina, que mais cedo superou a compatriota Veronika Kudermetova também em sets diretos. Swiatek perdeu o primeiro embate entre elas, ano passado na grama de Eastbourne, mas venceu os três seguintes, todos na atual temporada, no Australian Open, em Dubai e Doha.

Campeã no saibro parisiense em 2020, a polonesa havia parado nas quartas no ano passado, mas desta vez conseguiu superar esta fase e se garantiu em mais uma semi, repetindo ao menos o resultado que obteve no começo do ano em Melbourne.

Pegula fez o que pode para tentar encerrar a série de vitórias da rival, tentou jogar bolas mais baixas e variou o jogo, mas nada disso foi suficiente para superar Iga, que soube se adaptar para vencer mais uma. O primeiro set começou com uma quebra para cada lado e terminou com uma arrancada final da polonesa, que depois do 3/3 venceu três games seguidos.

No segundo set, Swiatek obteve a primeira quebra no quarto game e então encaminhou a vitória. Ela voltou ao superar o saque da norte-americana no oitavo e último game, fechando o jogo no quarto match-point que teve. A polonesa anotou quase o dobro de winners de Pegula (30 a 16) e cometeu apenas um erro não forçado a mais (28 a 27).

Comentários