Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Djokovic vai às quartas e espera por duelo com Nadal
29/05/2022 às 10h45

Paris (França) - O primeiro passo para o tão esperado duelo entre o sérvio Novak Djokovic e o espanhol Rafael Nadal nas quartas de final de Roland Garros foi dado neste domingo com a boa vitória do número 1 do mundo sobre o argentino Diego Schwartzman, marcando parciais de 6/1, 6/3 e 6/3, depois de 2h17 de jogo. Para o confronto se concretizar, o canhoto de Mallorca terá que bater mais tarde o canadense Felix Auger-Aliassime.

Djokovic e Nadal já se enfrentaram 58 vezes no circuito e o sérvio tem uma pequena vantagem, com 30 vitórias e 28 derrotas. Porém, quando o assunto é o saibro quem domina é o espanhol, com 19 vitórias e só 8 derrotas. Embora tenha perdido oito vezes para Rafa no Grand Slam francês, o atual líder do ranking é o único a batê-lo mais de uma vez no torneio, triunfando primeiro nas quartas de 2015 e depois na semi do ano passado.

Com a vitória deste domingo, o sérvio mantém duas escritas. Uma delas de nunca ter perdido para Schwartzman, que amargou sua sétima derrota consecutiva, entre elas uma disputa em cinco sets na edição de 2017 do torneio parisiense. Outra marca que segue intacta é o desempenho de ‘Nole’ nas oitavas do torneio, vencendo todas as 16 partidas que disputou até então nesta fase.


Será a 16ª vez que Djokovic vai às quartas em Roland Garros, um recorde na competição, que pode ser igualado mais tarde por Nadal. Esta é a 52ª vez que o sérvio atinge a antepenúltima rodada em um Grand Slam, segunda maior marca da história, atrás apenas das 58 do suíço Roger Federer. O terceiro da lista é o canhoto de Mallorca, que tem 45 e pode alcançar a 46ª se passar pelo desafio com Aliassime.

Além de entrar em quadra sem nunca ter conseguido bater Djokovic, Schwartzman também foi para a partida com um péssimo retrospecto contra número 1 do mundo, tendo perdido os oito duelos anteriores. O argentino mais uma vez não conseguiu sair do zero e amargou a nona derrota, começando com um fraquíssimo primeiro set, no qual cometeu 18 erros não forçados e fez só 3 winners.


O fraco desempenho do argentino na parcial inicial levou ao domínio de Nole, que venceu 74% dos pontos com o saque e 56% com a devolução, anotou duas quebras e fechou sem sustos com 6/1. Contudo, Schwartzman não esmoreceu e depois de uma largada bem fraca, conseguiu melhorar e deu mais trabalho no segundo set, chegando a vencer os três primeiros games da disputa.

Entretanto, a reação do sérvio foi arrasadora, com ele vencendo os seis games seguintes, batendo três vezes consecutivas o saque de Schwartzman, que depois não teve mais forças para muita coisa mais. Djokovic tratou de selar sua vitória no terceiro set, conseguindo uma quebra no sexto game e outra no oitavo.

Comentários