Notícias | Dia a dia | Roland Garros
'Todos estão de olho nos adversários', diz Djokovic
25/05/2022 às 21h07

Djokovic ainda não perdeu sets nas duas primeiras rodadas de Roland Garros

Foto: Corinne Dubreuil/FFT

Paris (França) - Líder do ranking mundial, Novak Djokovic vem de duas vitórias tranquilas nas primeiras rodadas de Roland Garros. O atual campeão está no mesmo lado da chave que outros três candidatos ao título, Rafael Nadal, Carlos Alcaraz e Alexander Zverev. E o sérvio garante que todos estão de olho no que os principais adversários estão fazendo no torneio.

"Você está ciente do que está acontecendo com os outros caras, pelo menos no meu caso. Eu sei que todo mundo está observando todo mundo", disse Djokovic, que está em busca de seu 21º Grand Slam. "Mas isso não pode tomar a maior parte do seu tempo e energia que você investe em um dia. Então você está ciente, mas é claro que o que eles fazem não depende de você. O que você tem que fazer é vencer as partidas e obter bons resultados".

Djokovic comemorou o desempenho na vitória sobre o eslovaco Alex Molcan por 6/2, 6/3 e 7/6 (7-4) nesta quarta-feira em Paris. "Estou satisfeito com a maneira como estou me sentindo na quadra e com a maneira como estou batendo na bola. Acho que as condições de hoje foram desafiadoras, ainda mais por jogar contra um especialista em saibro, que é um adversário complicado e chegou a uma final na semana passada".

"Não seria um jogo fácil, mas acho que joguei muito bem. No terceiro set, você sabe, eu sofri uma quebra e permiti que ele voltasse ao jogo. Mesmo assim, mantive meus nervos e joguei bem no tiebreak. Estou feliz pelo jeito que joguei nas duas primeiras rodadas. Tudo está indo na direção certa", acrescentou o sérvio, que enfrentará o esloveno Aljaz Bedene, 195º do ranking, na terceira rodada em Paris. Djokovic lidera o histórico de confrontos por 3 a 0.

Depois de duas edições com restrições na capacidade de público, o número 1 do mundo comemorou a volta dos estádios cheios em Paris. "É ótimo ver a torcida de volta e com capacidade total em todas as quadras. Muitos jovens, muitas crianças. Isso é algo que eu realmente amo ver. Eles sempre me dão energia. Para mim, nesta fase da minha carreira, essa é uma das maiores razões pelas quais continuo competindo e jogando tênis profissionalmente".

O sérvio também falou sobre as recentes melhorias no complexo. "Acho que as melhorias e instalações nos últimos anos foram ótimas. É muito bom que o torneio esteja reconhecendo a importância de investir novamente nas instalações e tentar melhorar a experiência para todos".

Comentários