Notícias | Dia a dia | Roland Garros
'Não fui nem sólida e nem agressiva', lamenta Bia
25/05/2022 às 15h10

Paris (França) - A paulista Beatriz Haddad Maia se despediu da chave de simples de Roland Garros. Nesta quarta-feira, a brasileira foi superada pela estoniana Kaia Kanepi, a 46ª do ranking, num duplo 6/4 em 1h27 de jogo em Paris. A tenista número um do país e top 50 da WTA segue no torneio nas chaves de duplas e duplas mistas.

"Eu sabia que ela era uma jogadora perigosa e que a forma com a que eu começasse nos sets seria muito importante para que ela não ficasse confortável no placar. Essas grandes jogadoras trabalham bem nos pontos importantes e eu não fui capaz de fazer isso durante todo o jogo. Ela sacou bem, é uma jogadora experiente, teve melhor atitude e foi mais competente", disse Bia.

"Tive oportunidades nos dois primeiros games de saque dela que poderiam ter desenrolado o jogo de uma forma diferente. Não aproveitei nenhuma oportunidade e não fui nem sólida e nem agressiva nos momentos importantes. Ao mesmo tempo, não fui humilde o suficiente para trabalhar melhor, e isso me deixa bastante insatisfeita”, analisou a canhota paulista.

“Me lamentei e não consegui ter força mental para equilibrar minha energia. Preciso melhorar minha concentração, minha humildade e trabalhar melhor. Agora seguirei firme para trabalhar melhor nas duplas. Agradeço a todos que estavam presentes", finalizou a atual 48 do mundo.

Bia agora foca nas chaves de duplas, fazendo as duas estreias já nesta quinta-feira. Na feminina, ela e a sua parceira, a cazaque Anna Danilina, são as cabeças de chave 12 do torneio e enfrentarão as japonesas Hozumi/Ninomiya. Já nas mistas, ela estará ao lado do mineiro Bruno Soares. A dupla enfrentará a chinesa Shuai Zhang e o francês Nicolas Mahut, os cabeças de chave 1 do torneio.

Comentários