Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Halep retorna a Paris com difícil vitória em três sets
24/05/2022 às 17h01

Halep não disputou a edição passada de Roland Garros por conta da lesão na panturrilha

Foto: Jimmie48/WTA

Paris (França) - De volta às quadras de saibro de Roland Garros, depois de não ter atuado na edição passada por lesão na panturrilha, Simona Halep estreou com vitória no Grand Slam francês. Campeã em 2018 e vice em outras duas oportunidades, Halep superou nesta terça-feira a jovem alemã Nastasja Schunk, canhota de 18 anos e 165ª do ranking, por 6/4, 1/6 e 6/1 em 1h48 de partida.

"Estou muito feliz pela vitória, mesmo tendo sido um jogo difícil, e por voltar a Roland Garros, no ano passado eu não joguei e senti muita falta", disse Halep após a partida. A romena está no mesmo quadrante que a número 1 do mundo Iga Swaitek. "Ela jogou muito bem, e no segundo set estava batendo muito forte na bola, eu não tive como responder. Mas no final eu permaneci forte e focada e estou muito feliz por ter conseguido fechar esse jogo. Estreias são sempre duras".

"Meu objetivo é sempre jogar melhor na próxima rodada. Eu só quero dar o meu melhor toda vez que eu entrar em quadra, e foi isso o que eu fiz hoje", acrescenta a experiente romena de 30 anos, que agora enfrenta outra jovem tenista. Sua próxima rival é a chinesa de 19 anos Qinwen Zheng, que bateu a belga Maryna Zanevska por 6/4 e 6/1. 

Agora treinada por Patrick Mouratoglou, a ex-número 1 do mundo e atual 19ª do ranking, agradeceu à torcida francesa pelo apoio. "A atmosfera é incrível e a torcida sempre me apoia muito, porque já joguei algumas finais aqui. Agora eu tenho um técnico francês, e provavelmente vou aprender um pouco da língua no futuro e poderei falar em francês com a torcida".

Superada por Halep nesta terça-feira, Schunk disputou seu primeiro Grand Slam. Algoz da brasileira Laura Pigossi na primeira rodada do quali, a jovem alemã entrou na chave como lucky-loser. Bastante apoiada pela Federação de Tênis da Alemanha (DTB), ela tem recebido oportunidades em grandes torneios no país e fez bons jogos contra Belinda Bencic e Elena Rybakina nas duas últimas edições do WTA 500 de Stuttgart.

O jogo começou difícil para Halep, que sofreu uma quebra de serviço ainda no início e saiu perdendo por 3/0. Schunk chegou a liderar o set inicial por 4/2 até que a romena devolvesse a quebra no oitavo game e iniciasse a reação, vencendo quatro games seguidos. No segundo set, a jovem alemã quebrou duas vezes, só enfrentou um break-point e disparou nove winners para empatar a partida. Halep começou o terceiro set escapando de dois break-points, mas depois não teve mais o serviço ameaçado e ainda conseguiu duas novas quebras. Ela abriu 4/0 e não deixou a vitória escapar. Schunk fez mais winners, 24 a 19, mas cometeu 37 erros contra 31.

Comentários