Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Nishioka: 'Novak mostrou por que é o nº 1 do mundo'
24/05/2022 às 07h50

Paris (França) - Apesar de não ter conseguido fazer muito contra o sérvio Novak Djokovic, amargando a terceira derrota em três confrontos, o japonês Yoshihito Nishioka não saiu de quadra tão descontente com o que apresentou. Ele lamentou não ter conseguido aproveitar suas chances, mas destacou que sempre por causa do líder do ranking, que elevava o nível nos pontos importantes.

“Esta é a terceira vez que enfrentei Novak e nas duas últimas foi um jogo muito fácil, não pude fazer nada e não consegui fazer muita coisa. Mas desta vez apenas fui tentando o que podia fazer a mais. Também foi a primeira vez que nos enfrentamos no saibro, então deveria ser diferente em quadra dura, jogado pela última vez”, comentou o japonês.

“Mostrei uma mentalidade um pouco diferente, me senti muito confortável na quadra central e pude jogar contra ele sem nervos. No começo eu estava jogando muito melhor e tive algumas chances de quebrar. Mas sinto que mostrou por que é o número 1 do mundo. Quando eu tinha alguma chance, ele sempre jogou muito bem o ponto”, acrescentou Nishioka.

Para a vítima de Djokovic, faltou um algo mais nos momentos importantes e isso facilitou para o sérvio. “Com certeza o placar foi bem fácil, mas sinto que o jogo foi mais apertado do que isso. Se eu tivesse alguns games a mais, talvez conseguisse algo melhor, acho que estava jogando um bom tênis hoje no e me sinto melhor do que da última vez”, finalizou.

Comentários