Notícias | Dia a dia
Para Norrie, muitos jogadores não irão a Wimbledon
23/05/2022 às 09h23

Paris (França) - A retirada dos pontos do ranking em Wimbledon levará muitos jogadores, até mesmo entre os melhores do mundo, a não competir no Grand Slam britânico. A opinião é do número 1 nacional Cameron Norrie, que afirmou ver o torneio agora quase como uma exibição.

"É uma situação extremamente difícil diante da guerra, mas para mim ainda é difícil ver Wimbledon não dar pontos no ranking. É como se não jogássemos por nada. Espero que isso ainda mude", afirmou ele ao chegar a Paris, onde irá disputar Roland Garros.

Diante da posição da ATP e WTA de retirarem os pontos de Wimbledon devido ao impedimento de que russos e bielurrussos se inscrevam, Norrie acredita que haverá uma debandada. "Vejo muitos dos melhores jogadores desistindo de competir, optando por descansar e ficarem prontos para a temporada de quadra dura. Há muitos que não se importam com a premiação".

A tunisiana Ons Jabeur não escondeu que muitas tenistas não estão satisfeitas com a retirada dos pontos de Wimbledon, mas que acataram a decisão da WTA. Já Sloane Stephens, que integra o Conselho de Jogadoras da WTA, afirmou que apoia a decisão da entidade, mas diz que houve um intenso debate sobre o assunto e que até o último momento se acreditava numa reversão da situação.

Dominic Thiem por sua vez disse que a situação na Ucrânia está acima de tudo e que isso precisa ser o objetivo maior, mesmo lamentando que alguns jogadores, como Novak Djokovic e Matteo Berrettini, saiam muito prejudicados por perder os pontos sem chance de defesa.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva