Notícias | Dia a dia
Djokovic bate Ruud com firmeza e anota 1000ª vitória
14/05/2022 às 17h18

Roma (Itália) - Um dia após assegurar o número 1 por pelo menos mais uma semana, o sérvio Novak Djokovic conseguiu outro feito na semana. Neste sábado, ele chegou ao 1000º triunfo da carreira, batendo o norueguês Casper Ruud com autoridade, gastando 1h42 para superar a semifinal do Masters 1000 de Roma com placar final de 6/4 e 6/3.

Na final de domingo, marcada para às 11h (horário de Brasília), Djokovic medirá forças com o grego Stefanos Tsitsipas, que mais cedo deu o troco no alemão Alexander Zverev e devolveu a derrota sofrida na semana passada, na semi de Madri. Será a nona vez que os dois se enfrentarão e a vantagem é toda de ‘Nole’, que venceu seis dos oito duelos até então e tem 4 a 0 no saibro.

Djokovic é apenas o quinto a superar a marca de 1.000 vitórias na ATP, se juntando a um seleto grupo que tem o norte-americano Jimmy Connors, o tcheco naturalizado norte-americano Ivan Lendl, o suíço Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal. Aos 34 anos e 11 meses, ele é o mais velho da lista a alcançar tal marca.

Ao alcançar mais uma vez uma decisão de Masters 1000, o tenista de Belgrado vai ampliando seus recordes neste nível de torneio, chegando a uma final pela 55ª vez, duas a mais do que o espanhol Rafael Nadal, que vem em segundo, e cinco a mais do que o suíço Roger Federer, terceiro da lista. Ele também poderá vencer seu 38º título de Masters contra 36 de Nadal e 28 de Federer.

Embora Ruud tenha chegado à semifinal como o melhor aproveitamento de games de serviço, vencendo 36 dos 37 que havia disputado (97%), ele viu sua marca ir por água abaixo no começo do jogo, sendo quebrado duas vezes seguidas. Depois de abrir 4/0, Djokovic administrou a vantagem até sacar em 5/2, quando o noreguês devolveu um dos breaks. A reação parou por aí e o sérvio fechou em 6/4.

Depois de um começo bem abaixo e da recuperação na reta final do primeiro set, Ruud passou a jogar de igual para igual e deu bastante trabalho na segunda parcial. Só que do outro lado Djokovic continuou muito firme e soube esperar pelo momento propício. Ele veio no sétimo game, no qual o norueguês vacilou com o saque, encarou quatro break-points e no quarto acabou sucumbindo. O sérvio ainda anotou novo break para selara  vitória.

O líder do ranking manteve sua invencibilidade contra Ruud, anotando a terceira vitória em três jogos, curiosamente todas elas em solo italiano. Djokovic vai disputar sua quarta final seguida em Roma e a 12ª no geral no torneio, onde conquistou cinco títulos e tem seis vice-campeonatos em 16 aparições.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva