Notícias | Dia a dia
Tsitsipas busca revanche em nova semi com Zverev
13/05/2022 às 20h35

Após a derrota em Madri, Tsitsipas tenta dar o troco na semifinal de Roma neste sábado

Foto: Giampiero Sposito

Roma (Itália) - Sete dias depois de protagonizarem uma das semifinais do Masters 1000 de Madri, Stefanos Tsitsipas e Alexander Zverev voltam a se enfrentar no saibro europeu, desta vez na semifinal de Roma. O alemão levou a melhor na semana passada, e o grego busca a revanche no reencontro marcado para às 9h30 (de Brasília) deste sábado. No histórico de confrontos, Tsitsipas ainda tem boa vantagem, 7 a 4 diante do rival.

"Temos estilos de jogo semelhantes, mas ele é um dos jogadores mais difíceis de enfrentar no circuito. Tenho muito respeito por ele e por tudo o que ele conquistou no esporte até agora", disse Tsitsipas, que venceu Zverev pela última vez na semifinal de Monte Carlo, no início de abril.

"Ele é um jogador que me desafia quando estou em quadra e tem muita experiência no alto nível, já que chegou ao circuito muito mais cedo do que eu", comenta o jogador de 23 anos e número 5 do mundo sobre o rival, de 25 anos e terceiro colocado. "Toda vez que vou jogar contra ele, quero muito tirar o melhor do meu jogo e mostrar do que sou capaz em termos de tênis, lidando com situações difíceis porque se ele estiver em um bom dia, não te dá muitos pontos de graça".

Algoz do italiano Jannik Sinner nas quartas por 7/6 (7-5) e 6/2, Tsitsipas comemorou o bom nível de atuação. "Meu desempenho foi muito consistente, principalmente no tiebreak. Nesses momentos críticos, fui muito preciso e sabia exatamente o que precisava fazer. Isso funcionou a meu favor".

Já Alexander Zverev busca a segunda vitória seguida sobre o rival, mas sabe que as condições de jogo entre Madri e Roma são diferentes. "Obviamente não é fácil vir de Madri para cá, porque lá tem muita altitude e a bola está voando. Aqui é bem mais lento. Nas primeiras partidas, você precisa se acostumar".

O alemão já foi campeão em Roma em 2017 e tem dois títulos em Madri, nos anos de 2018 e 2021. Ele acredita que as condições do torneio espanhol são melhores para seu estilo de jogo. "Acho que Madri combina mais comigo por causa da altitude. Tudo é mais rápido. Meu saque causa mais dano. Apenas pelo estilo de jogo, acho que Madri combina um pouco melhor comigo. Mas eu me saí bem em Roma. Ganhei o torneio uma vez, cheguei à final em 2018, e também joguei bem no ano passado. Veremos como vai".

A respeito da vitória sobre o chileno Cristian Garin nas quartas por 7/5 e 6/2, Zverev comentou: "Foi uma partida de alto nível. Às vezes não joguei um tênis bonito, mas fiz o a lição de casa e isso é o mais importante. Estou na semifinal e fico feliz por isso".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva