Notícias | Dia a dia
Djokovic conquista a 999ª vitória e mantém o nº 1
13/05/2022 às 18h42

Campanha até a semifinal assegura a permanência do sérvio no topo do ranking

Foto: Internazionali BNL d Italia

Roma (Itália) - A liderança de Novak Djokovic no ranking da ATP está mantida. O sérvio entrou em quadra no Masters 1000 de Roma precisando ser, no mínimo, semifinalista para não perder a posição para Daniil Medvedev e cumpriu com três vitórias em sets diretos. Djokovic superou o canadense Felix Auger-Aliassime, número 9 do ranking, por 7/5 e 7/6 (7-1) em 2h09 de partida nesta sexta-feira.

Esta foi a vitória de número 999 da carreira de Djokovic, que tenta alcançar seu milésimo triunfo neste sábado. Ele enfrentará o norueguês Casper Ruud, décimo do ranking, a partir das 14h30 (de Brasília). Os dois duelos anteriores foram vencidos pelo sérvio, o primeiro na semifinal de Roma em 2020 e o segundo na fase de grupos do ATP Finals em 2021.

Aos 34 anos, Djokovic tenta se tornar o quinto jogador a conseguir mil vitórias em simples no circuito da ATP, juntando-se a Jimmy Connors, Roger Federer, Rafael Nadal e Ivan Lendl. Entre os duplistas, os gêmeos norte-americanos Bob e Mike Bryan também já conseguiram essa marca, bem como o canadense Daniel Nestor. Entre as mulheres, apenas Martina Navratilova e Chris Evert venceram mais de mil jogos no circuito da WTA.

Pentacampeão em Roma, Djokovic possui 37 títulos de Masters 1000 e é o recordista de troféus em torneios deste porte, com um a mais que o rival Rafael Nadal. O sérvio tem 86 títulos no circuito da ATP e busca a 124ª final de sua carreira no circuito. Sua conquista mais recente foi no Masters 1000 de Paris do ano passado. Já na atual temporada, tem um vice-campeonato em Belgrado.

Apesar de ter sido o primeiro a enfrentar um break-point na partida, ainda no quinto game, Djokovic conseguiu se manter ileso em seus games de serviço até conseguir uma quebra logo na primeira oportunidade que teve para fazer 5/3. Aliassime reagiu, fez um excelente game de serviço para diminuir a diferença no placar e devolveu a quebra na sequência, contando também com uma momentânea queda de rendimento do número 1 do mundo para buscar o empate.

Mas Djokovic logo retomou o foco, disputou ralis muito sólidos do fundo de quadra, esperando o momento certo de definir os pontos, e voltaria a quebrar no último game da parcial, com uma ótima cruzada. Ao fim do set, Aliassime liderava a estatística de winners por 12 a 8, mas havia cometido 11 erros não-forçados contra apenas 7 do sérvio.

O segundo set teve uma breve discussão entre Aliassime e o árbitro espanhol Nacho Forcadell, que marcou de forma equivocada um quique duplo na quadra do canadense. De forma respeitosa, o jovem jogador de 21 anos contestou a decisão do árbitro, mas não conseguiu reverter a situação. Ele fez dois ótimos games consecutivos de saque pouco depois, indicando que o problema não havia comprometido seu foco na partida.

Djokovic seguia esperando por uma oportunidade e ela apareceu em um longo game com sete minutos de duração. Depois de ter perdido os três primeiros break-points que teve, o sérvio fez de tudo em sua quarta chance, usou um slice, trouxe Aliassime para a rede, e aplicou um belíssimo lob para quebrar o serviço do canadense e fazer 4/2.

No game seguinte, o líder do ranking mundial escapou de duas chances de quebra e ampliou sua diferença no placar. Aliassime salvou um match-point em seu serviço e encaixou uma sequência de ótimos saques para confirmar o game. Não faltou luta ao canadense, que conseguiu devolver a quebra e forçar o tiebreak. Djokovic iniciou o game-desempate vencendo um rali com 26 trocas de bola, com direito a uma excelente curta. O sérvio foi dominante durante o tiebreak e conseguiu definir a classificação em sets diretos. Aliassime terminou a partida com mais winners, 27 a 21, mas cometeu 23 erros contra 17 de Djokovic. 

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva