Notícias | Top Spin
McEnroe contra McEnroe? Isto é sério? Espere para ver!
11/05/2022 às 17h11
Publicidade
Publicidade

Los Angeles (EUA) - Por mais difícil que o sueco Bjorn Borg tenha sido para John McEnroe, nas 14 partidas que disputaram de 1978 a 1981, tendo vencido sua última partida contra ele no Aberto dos EUA de 1981, o jogador de 63 anos vai enfrentar um adversário mais difícil no fim deste mês: o Michelob Ultra, uma versão mais jovem de si mesmo. O desafio será transmitido pelo canal ESPN +.

O ex-número 1 do mundo e sete vezes campeão de simples de Grand Slam entrará na quadra contra uma recriação por Inteligência Artificial de si mesmo que será fisicamente representada por um sistema robótico. Projetado para imitar o estilo de jogo de McEnroe de cinco anos cruciais de sua carreira, usando centenas de horas de imagens históricas como material de referência, o oponente aprimorado por IA será difícil de vencer. Mas isso não significa que McEnroe, o verdadeiro, não vá tentar.

“Tenho mais de 60 anos e muita experiência, mas é como dizer que tenho um bom plano de jogo contra Mike Tyson até que ele dê o primeiro soco”, disse McEnroe ao InsideHook. “Eu diria que meu eu mais jovem é muito mais atlético. Mesmo se eu pudesse ler a mente deles, seria difícil. Mas, eu não acho que vencer seja o objetivo disso, honestamente. Acho que o importante é se divertir. Estou procurando apreciar e aproveitar as coisas que tive e ainda tenho. Quando olho para trás na minha carreira, mesmo quando eu era o melhor do mundo, não estava gostando tanto quanto poderia. Havia um vazio naquilo.”



Felizmente para McEnroe, uma perda para um avatar de si mesmo com inteligência artificial não será o fim do mundo neste momento de sua vida e carreira, pois ele finalmente começou a relaxar um pouco.

“Eu posso zombar de mim mesmo e não me levo tão a sério. Eu quero ter um pouco de diversão na vida e apreciá-la. Isso absolutamente me custou décadas. Isso me permite mostrar um lado da minha personalidade que não mostrei na quadra”, diz ele. “Já aconteceu tantas coisas boas. Tenho seis filhos que ainda estão saudáveis ​,​depois da loucura que vem acontecendo nos últimos anos. Sinto que se não agradecer às minhas estrelas da sorte e se não puder desfrutar de algo assim, há algo seriamente errado. Estou curtindo a vida agora. Não vejo o resultado como o principal.”

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva