Notícias | Dia a dia
Shapovalov surpreende e demite técnico por telefone
11/05/2022 às 11h36

Roma (Itália) - O britânico Jamie Delgado não ficou mais do que seis meses no comando técnico do canadense Denis Shapovalov. Antes de estrear no Masters 1000 de Roma, o canhoto que é 16º do ranking ligou para Delgado e o demitiu. A informação foi dada pela imprensa britânica e confirmada por Tim Henman, hoje comentarista de TV.

Ex-treinador de Andy Murray, Delgado foi contratado por Shapovalov no final do ano passado depois que encerrou também de forma inesperada a parceria com o ex-número 1 do mundo, com quem trabalhava há cinco anos. Ele não acompanha Shapovalov na temporada de saibro e havia um acordo para os dois se reencontrarem para a preparação de Wimbledon, porém ele recebeu uma ligação do pupilo no fim de semana e Shapovalov anunciou a demissão.

Henman foi questionado sobre isso na transmissão do jogo entre Shapovalov e Nikoloz Basilashvili, na terça-feira, e revelou ter conversado com Delgado e então informado da situação. E frisou a surpresa do treinador pelo desligamento unilateral. "Ele acreditava que o trabalho vinha sendo produtivo. O fato é que um técnico não tem qualquer garantia no circuito hoje em dia", opinou Henman.

A derrota em Madri de Shapovalov para Murray pode ter influenciado a decisão, segundo comentários de bastidores. Delgado não esteve no Masters espanhol ou em Roma porque se submeteu a uma cirurgia a laser nos olhos em Londres. Na segunda-feira, Shapovalov causou grande confusão na partida contra Lorenzo Sonego, incluindo palavrões dirigidos a torcedores.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva