Notícias | Dia a dia
Luz e Meligeni chegam à final duplas em Salvador
06/05/2022 às 17h11

Orlando Luz e Felipe Meligeni já conquistaram dois challengers jogando juntos

Foto: Luiz Candido/CBT

Salvador (BA) - A parceria nacional formada pelo gaúcho Orlando Luz e o paulista Felipe Meligeni está na final de duplas do challenger de Salvador. Os brasileiros venceram a semifinal desta sexta-feira contra o chileno Tomas Barrios Vera e o venezuelano Luis David Martinez por 6/3, 4/6 e 10-6.

Principais cabeças de chave do torneio, Meligeni e Luz cederam apenas um set durante a semana. Eles estrearam vencendo o peruano Nicolas Alvarez e o argentino Francisco Comesana por 6/2 e 6/4. Já nas quartas, venceram a dupla nacional formada por Joao Victor Loureiro e Eduardo Ribeiro.

Aos 24 anos, Felipe Meligeni tenta conquistar seu nono título de challenger na carreira e o segundo consecutivo. Na semana passada, ele foi campeão em Buenos Aires, jogando ao lado do argentino Guillermo Duran. Também com 24 anos, Orando Luz tem 11 challengers na carreira e busca o primeiro na temporada.

Jogando juntos, os brasileiros já venceram dois challengers, em Trieste e Iasi no ano passado, e mais três eventos da ITF em 2018. Os adversários na final serão o equatoriano Diego Hidalgo e o colombiano Cristian Rodriguez, cabeças 2. O torneio em Salvador vale 80 pontos na ATP aos campeões e 50 para os vices. Meligeni é o 81º do ranking nas duplas, enquanto Luz é o 115º colocado.

Romboli e Matos se despedem de torneios europeus
Único brasileiro na disputa do challenger de Praga, Fernando Romboli caiu na semifinal de duplas. Romboli e o norte-americano Nicholas Monroe eram os cabeças de chave 4 do torneio em quadras de saibro na capital tcheca e perderam nesta sexta-feira para os anfitriões Andrew Paulson e Adam Pavlasek por 5/7, 7/6 (7-0) e 10-8. Romboli, de 33 anos, é o atual 112º colocado no ranking dos especialistas em duplas e tem como melhor marca da carreira o 92º lugar.

Já pelo challenger de Aix-en-Provence, no saibro francês, Rafael Matos e seu parceiro espanhol David Vega Hernandez foram superados nas quartas de final. Em jogo que foi suspenso na última quinta-feira e retomado na manhã desta sexta, Matos e Vega perderam para os franceses Titouan Droguet e Kyrian Jacquet por 6/4 e 6/3. Rafael Matos está com o melhor ranking da carreira. O gaúcho de 26 anos assumiu a 54ª posição na última segunda-feira.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva