Notícias | Dia a dia
Incômodo no tendão de Aquiles preocupa Osaka
01/05/2022 às 18h44

A japonesa diz que começou a sentir o problema físico ainda na estreia em Madri

Foto: Mutua Madrid Open

Madri (Espanha) - Eliminada ainda na segunda rodada do WTA 1000 de Madri, Naomi Osaka relatou ter sofrido um incômodo no tendão de Aquiles durante a estreia e que não conseguiu jogar da maneira como gostaria neste domingo diante da espanhola Sara Sorribes. A japonesa, entretanto, acredita que poderia ter tratado melhor da lesão para que não comprometesse tanto seu desempenho.

"Senti algo no tendão de Aquiles depois da minha última partida e não consegui treinar ontem porque queria que a dor fosse embora. Honestamente, eu deveria ter sido um pouco mais inteligente. Senti a dor de novo hoje e tentei tomar um ibuprofeno, mas provavelmente deveria ter tomado antes", disse Osaka após a derrota por 6/3 e 6/1 para Sorribes neste domingo.

"Sinto que não poderia jogar do jeito que eu queria, como se eu estivesse limitada. Então, há várias coisas que eu pensei que poderia fazer melhor em comparação com a partida anterior, mas simplesmente não consegui. Em um dado momento, eu realmente não sabia o que fazer", acrescentou a ex-número 1 do mundo e atual 36ª do ranking.

Osaka conta que o problema começou a se manifestar ainda no jogo de sexta-feira contra Anastasia Potapova. "Foi uma coisa gradual, porque honestamente eu nem senti isso durante aquela partida. Quando saí da quadra, senti que estava mancando um pouco e pensei: 'O que diabos está acontecendo?' Acho que naquela partida, quando eu estava quente, eu não senti tanto, e depois que o corpo esfria só piorou. Então, esperava que quando eu jogasse essa partida de hoje que eu ficasse super quente e isso não me afetasse. Mas aparentemente isso não aconteceu".

"Eu não queria me retirar de um jogo por causa de lesão novamente na minha carreira. Às vezes eu me lembro daquele jogo do Michael Jordan com gripe e penso que eu deveria ser assim também. Quero dizer, sempre há um pouco de cautela, mas quero saber o que acontece se eu insistir e se ainda seria capaz de vencer a partida", explicou a jogadora de 24 anos.

Sorribes apostou em variações e teve sucesso
Para surpreender Osaka, Sorribes apostou em sua consistência do fundo de quadra e nas variações de golpes, alturas e pesos de bola. A espanhola utilizou muitos slices de backhand e também jogou o forehand com spin mais alto e sem tanto peso. Tudo para tirar o ritmo da japonesa e não deixá-la bater na bola em situações confortáveis. Osaka acabou cometendo 25 erros não-forçados contra apenas três de Sorribes. Estatística parecida com a de winners, 23 a 3 para a ex-número 1. Além disso, Osaka colocou apenas 45% de primeiros serviços em quadra, o que a impedia de ganhar tantos pontos diretamente com o saque. Disputando mais ralis, cometia cada vez mais erros.

"Já joguei com ela antes, então sabia que seria uma partida muito difícil. Achei que ela jogou muito bem", comenta a japonesa, que tem agora duas vitórias e duas derrotas contra Sorribes no circuito. "O dilema que eu estava tendo é que se eu jogasse os ralis mais longos, não conseguiria estender minha perna. E se eu quiser tentar encurtar os pontos, eu teria que pular em cima da bola, mas eu também não posso fazer isso. Eu estava meio que parada ali no meio da quadra, como se eu estivesse fisicamente ali parada".

'Ainda estou aprendendo', diz a japonesa
Com melhores resultados nas quadras duras em comparação com o saibro, a japonesa gostaria de ter ido mais longe em Madri para aprender mais sobre as condições do torneio. "Eu gostaria de ter ficado aqui por mais tempo. Acho que ainda estou aprendendo, ainda aprendendo quais quadras são de saibro mais rápido e quais são de saibro mais lento".

"Hoje eu estava me aquecendo com o Wim [Fissette] e ele me disse: 'Olha. Essa quadra é muito mais rápida que a quadra central'. Eu fiquei tipo: 'Ah, tudo bem, se você diz'. Mas estou tentando levar tudo com calma. Eu sei que ainda estou aprendendo. Espero que se essa situação acontecer novamente, eu possa fazer melhor".

Para melhorar o jogo na rede, Osaka jogará duplas
Osaka também projeta a temporada de grama e diz que vai jogar duplas mistas em Wimbledon. "Tenho tentado realmente me concentrar no meu jogo de rede, porque vou jogar duplas mistas em Wimbledon. Eu realmente não quero decepcionar o meu parceiro, porque sempre que jogo em duplas sempre digo: 'Desculpe'. Vou tentar não ser um fardo".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva