Notícias | Dia a dia
Matos e Vega enfrentam bicampeões de RG na final
30/04/2022 às 13h27

Matos disputará sua quinta final de ATP na carreira e busca o terceiro título do ano

Foto: Arquivo

Munique (Alemanha) - Finalistas na chave de duplas no ATP 250 de Munique, Rafael Matos e o espanhol David Vega Hernandez conheceram neste sábado os adversários na decisão do torneio. Eles enfrentarão os alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies, que venceram a semifinal contra o britânico Lloyd Glasspool e o finlandês Harri Heliovaara por 7/5 e 6/3. A decisão está marcada para às 6h (de Brasília) deste domingo.

Terceiro melhor brasileiro no ranking dos especialistas em duplas, Matos ocupa o 58º lugar, uma posição abaixo da melhor marca da carreira e disputará sua quinta final de ATP. A campanha até a final está rendendo 150 pontos e deve ajudar o gaúcho de 26 anos a superar seu recorde pessoal no ranking. Um eventual título poderia aproximá-lo do top 50.

Matos e Vega foram campeões do ATP 250 de Marrakech há três semanas, e logo depois disputaram uma final de challenger em Madri. O gaúcho de 26 anos tem três títulos de ATP. Além da recente conquista com Vega, venceu em Córdoba no ano passado e em Santiago este ano em parceria com Felipe Meligeni. Ele também tem um vice em Belgrado na última temporada.

Já Krawietz e Mies são bicampeões de Roland Garros em 2019 e 2020 e já conquistaram cinco títulos juntos. Na semana passada, os alemães venceram o ATP 500 de Barcelona. Eles estão retomando a parceria, já que Mies operou o joelho no ano passado. Até por isso, Krawietz venceu a edição passada em Munique tendo como parceiro o holandês Wesley Koolhof.

Vitória em dois tiebreaks na semifinal
Na semifinal da última sexta-feira, Matos e Vega venceram o cazaque Andrey Golubev e o francês Fabrice Martin por 7/6 (7-1) e 7/6 (7-2). "Foi um jogo bem duro como o placar já diz. O primeiro set teve poucas oportunidades para os dois lados e no tiebreak o David jogou muito bem", avaliou o canhoto gaúcho. "No segundo set saímos com uma quebra abaixo e foi bem importante a parte mental. Buscamos o placar mesmo não nos sentindo tão bem e de novo no tiebreak jogamos melhor e eu fui muito bem".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva