Notícias | Dia a dia
Iga relembra mensagens de Barty e Nadal por nº 1
21/04/2022 às 19h50

A polonesa brinca que 'parecia que estava fazendo aniversário de novo'

Foto: Jimmie48/WTA

Stuttgart (Alemanha) - A chegada ao topo do ranking mundial ainda despera um sentimento de novidade para Iga Swiatek, que vai aos poucos aprendendo a lidar com sua nova posição no mundo do tênis. A jovem jogadora de 20 anos falou das mensagens que recebeu de grandes nomes do esporte e de como tem feito para controlar as emoções.

"Recebi muitas mensagens. Meu telefone não parou por três dias. Era como se fosse o meu aniversário de novo com mensagens de todos os lugares", disse Swiatek, em entrevista ao Eurosport, durante o WTA 500 de Stuttgart. Invicta há 20 jogos no circuito, ela já está nas quartas de final e volta à quadra nesta sexta-feira para enfrentar a britânica Emma Raducanu, 12ª do ranking.

"Muitas pessoas me parabenizaram. Ash [Barty], por exemplo, foi uma das primeiras pessoas que me mandou uma mensagem. Rafa [Nadal] me mandou uma mensagem também. Muitos jogadores vieram falar comigo e também muitas pessoas me mandaram mensagens no Instagram e no Twitter", comenta a polonesa, que atingiu a liderança durante a campanha do título do WTA 1000 de Miami no fim de março. Seu nome apareceu como o número 1 no ranking divulgado em 4 de abril.

+ Swiatek quer continuar igual após o número 1
+ Barty: 'Iga é incrível e merece ser a número 1'

"No começo, parecia que eu tinha que me beliscar. Foi um pouco surreal. Mas aconteceu durante o Miami Open e eu ainda tive que me concentrar no meu tênis e nas próximas partidas, então isso me ajudou a permanecer o mesmo tipo de jogadora que eu era antes de me tornar a número 1 do mundo. Tive que adiar as comemorações para depois do torneio para poder manter o foco e jogar bem", explicou a jovem jogadora, que não perdeu nenhum set durante a conquista em Miami.

Swiatek conta ainda que o trabalho com a psicóloga esportiva Daria Abramowicz tem sido fundamental para o controle das emoções após grandes conquistas. "Desde quando ganhei em Roland-Garros [em 2020], não tive tempo para relaxar. Senti que sempre precisava perseguir algo e me preparar para a próxima temporada".

"Tive grandes expectativas, ganhei em Roma no ano passado, e já comecei a pensar em Roland Garros de novo, e assim por diante. E agora que sou a número 1, isso só dobra. Então parece que teremos muito trabalho com a Daria. Ela é realmente útil".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva