Notícias | Dia a dia
Bia busca grande virada após 3h e iguala confronto
14/04/2022 às 19h04

Bia perdia o último set por 5/1 e conseguiu reagir na partida e forçar a definição nas duplas

Foto: Agência Jam Media

Salinas (Equador) - Assim como já havia acontecido na abertura do confronto, o segundo jogo da série entre Brasil e Argentina pela Copa Billie Jean King também teve mais de 3h de duração e foi definido apenas no tiebreak do terceiro set. Depois de a jovem de 17 anos Solana Sierra ter vencido Laura Pigossi no primeiro jogo, Beatriz Haddad Maia empatou a série e forçou a definição nas duplas. Bia precisou de 3h14 para superar a argentina Maria Lourdes Carle por 6/7 (10-12), 6/3 e 7/6 (7-5).

Com o resultado, Brasil e Argentina decidem nas duplas quem termina a rodada na liderança do Grupo A da seletiva continental, que está sendo disputada em quadra dura na cidade de Salinas, no Equador. As brasileiras vêm de vitória sobre a Guatemala na estreia, enquanto as argentinas superaram a Colômbia. As duas primeiras do grupo avançam para os confrontos decisivos no sábado, contra as melhores do Grupo B, que tem Paraguai, Chile, Equador e México. Dois países das Américas irão para os playoffs em novembro.

Número 1 do Brasil e 61ª do mundo, Bia perdia o último set por 5/1 e foi buscar a virada contra a jovem rival de 22 anos e 237ª do ranking. A paulista de 25 anos tem agora 12 vitórias e 8 derrotas em partidas de simples pela competição entre países.

Nas duplas, Bia voltará à quadra ao lado de Carolina Meligeni Alves. Elas enfrentam Julia Riera e Jazmin Ortenzi.

Bia teve cinco set-points na primeira parcial
O primeiro set da partida teve duas quebras para cada lado, sendo que Bia chegou a criar sete break-points, contra três para a rival. A brasileira chegou a liderar o placar por 5/3 e sacou para o set, mas não aproveitou suas chances de definir a parcial. Bia teve um set-point no 5/4, outro no 6/5 e mais três durante o tiebreak, mas a argentina conseguiu fechar a parcial em sua quinta oportunidade.

Durante o segundo set, Bia tentou atacar o segundo saque de sua adversária e teve sucesso. Quando Carle dependia do segundo serviço, só venceu quatro pontos em 13 possíveis. Isso permitiu à brasileira criar seis break-points e conseguir quatro quebras na parcial, contra duas da argentina.

A brasileira perdia o último set por 5/1
Logo na abertura do set decisivo, Carle já conseguiu uma nova quebra de serviço e largou com 2/0. E Bia ainda escapou de um 15-40 no terceiro game. Com quatro duplas faltas na parcial, a brasileira vinha com dificuldades para manter o saque, enfrentou seis break-points e permitiu uma nova quebra à argentina, que abriu 5/1. A definição ficou para um novo tiebreak, em que outra vez a argentina começou melhor. Carle chegou a liderar por 5-3, mas Bia venceu quatro pontos seguidos e ganhou o jogo.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva