Notícias | Dia a dia
Bia sobe e fica muito perto de igualar melhor marca
04/04/2022 às 10h12

Miami (EUA) - Por muito pouco a paulista Beatriz Haddad Maia não igualou sua melhor marca no ranking nesta segunda-feira. Após a campanha no WTA 1000 de Miami, a canhota de 25 anos ganhou três colocações e agora é a 59ª do mundo, apenas uma posição abaixo da melhor já alcançada até então.

Segunda favorita nesta semana no WTA 250 de Bogotá, Bia precisa vencer pelo menos duas partidas para não perder terreno no próximo ranking. Ela abrirá sua campanha no saibro colombiano contra a húngara Reka Luca Jani, de 30 anos e atual 137 do mundo.

Depois de furar o quali, a paulista Laura Pigossi fará companhia a Bia no torneio. Ela é a nova número 2 do Brasil, contando com uma queda de 23 colocações da também paulista Carolina Meligeni Alves, que agora é a 216ª do mundo. Laura também amargou queda, mas de apenas quatro lugares e foi para o 212º posto.

Completa a lista de brasileiras no top 300 a gaúcha Gabriela Cé, que conseguiu uma leve subida nesta semana. Ela ganhou uma colocação e agora é a 287ª no ranking da WTA.

Stefani se segura no top 20 de duplas

Ainda se recuperando de uma lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito, a paulista Luisa Stefani perdeu sete colocações, mas se manteve no top 20, ocupando o 19º lugar nesta semana. Bia também teve queda, mas de apenas uma posição, figurando como a 38ª de duplas na lista da WTA.

Depois das duas top 100, a próxima no ranking de duplas é Carol Meligeni, que caiu um lugar e está na 125ª colocação. Um pouco abaixo, Pigossi melhorou quatro posições e é a 167ª. Fechando a lista das top 200, a fluminense Rebeca Pereira subiu um posto e foi para o 180º lugar.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva