Notícias | Dia a dia
Alcaraz quebra escrita e faz história em Miami
03/04/2022 às 16h03

Miami (EUA) - A história foi escrita neste domingo no Masters 1000 de Miami em espanhol pelo jovem Carlos Alcaraz, que foi ‘de menos a mais’ na decisão contra o norueguês Casper Ruud para não apenas se tornar o mais jovem campeão do torneio, mas também para ser o primeiro de seu país a triunfar na Flórida, vencendo a partida com o placar final de 7/5 e 6/4, em 1h53 de confronto.

Com apenas 18 anos, Alcaraz quebrou o recorde do sérvio Novak Djokovic, que até então era o mais jovem campeão em Miami, em 2007, levantando o primeiro de seus 37 títulos de Masters 1000 quando o espanhol tinha apenas 3 anos de idade. Ele também é agora o terceiro mais novo a conquistar um título deste porte, atrás apenas do norte-americano Michael Chang e do compatriota Rafael Nadal.

O título conquistado no Hard Rock Stadium quebra uma incrível seca da ‘Armada’ no torneio, que até então não havia levantado um troféu sequer por lá. E não foram poucas as oportunidades, já que foram oito vice-campeonatos de espanhóis, cinco deles só para Nadal, que perdeu as finais de 2017, 2014, 2011, 2008 e 2005.

Se por um lado a conquista de Alcaraz quebrou uma escrita negativa dos espanhóis em Miami, por outro ele manteve uma a seu favor. Disputando sua terceira final em nível ATP, o tenista de apenas 18 anos ainda não sabe o que é perder nesta situação, faturando também os títulos de Umag (2021) e do Rio Open (2022). De quebra, ele ainda tem a conquista do Next Gen Finals do ano passado, batendo o norte-americano Sebastian Korda na decisão.

Dois fatores foram fundamenteis para o resultado final. O primeiro deles o bom desempenho de Alcaraz nos pontos importantes, aproveitando quatro dos nove break-points que teve a seu favor e salvando seis dos oito que encarou. Outro destaque para o espanhol foi o número de bolas vencedoras (30 a 22), principalmente pelo fato de ambos terem anotado os mesmos 17 erros não forçados.

Contando com a presença do treinador Juan Carlos Ferrero, que chegou de surpresa um dia antes, depois de passar alguns dias na Espanha para o enterro de seu pai, Alcaraz não teve um bom começo de jogo e foi quebrado logo em seu primeiro game de serviço. Só que aos poucos o espanhol foi crescendo na partida e já no quinto game começou a ameaçar Ruud, que salvou o primeiro break-point que encarou.

Em um duelo bem parelho, a chance desperdiçada poderia ter custado caro a Alcaraz, mas ele seguiu jogando um grande tênis e conseguiu duas novas oportunidades de quebra no sétimo, aproveitou a segunda e deixou tudo igual. O momento foi então mais para o lado do espanhol, que bateu o saque de Ruud mais uma vez e então levou o set com 7/5, salvando um break-point antes de fechar.

Se o começo do primeiro set não foi bom para Alcaraz, o começo do segundo foi o oposto, com ele vencendo os três primeiros games. A vantagem só não foi maior porque Ruud devolveu uma das duas quebras que havia sofrido no quarto game. O norueguês seguiu lutando para tentar aproveitar uma brecha, mas ela não veio e o jovem espanhol seguiu firme do outro lado até o fim.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva