Notícias | Dia a dia
Alcaraz elimina atual campeão e chega à final
01/04/2022 às 22h17

Alcaraz pode se tornar o campeão mais jovem da história do torneio

Foto: Miami Open

Miami (EUA) - Com mais uma excelente atuação nesta sexta-feira, Carlos Alcaraz conseguiu outra grande vitória no Masters 1000 de Miami e garantiu vaga na final. O espanhol superou o polonês Hubert Hurkacz, número 10 do mundo e atual campeão do torneio, marcando as parciais de 7/6 (7-5) e 7/6 (7-2) em 2h02 de partida.

Com 18 anos e 11 meses, Alcaraz será o segundo finalista mais jovem em 37 edições do torneio em Miami. Só fica atrás de Rafael Nadal, que tinha 18 anos e dez meses na campanha para o vice-campeonato em 2005. Dessa forma, ele pode se tornar o campeão mais jovem da história do torneio.

Vencedor de dois títulos de ATP, o primeiro em Umag no ano passado e o segundo no Rio Open nesta temporada, Alcaraz alcança sua primeira final de Masters 1000. Ele enfrenta no próximo domingo, às 14h (de Brasília), o norueguês Casper Ruud, número 8 do ranking. Alcaraz já venceu Ruud uma vez, no saibro de Marbella no ano passado.

Apesar da pouca idade, Alcaraz já acumula seis vitórias contra top 10, sendo três delas este ano. Ele já havia derrotado Matteo Berrettini no Rio de Janeiro e Stefanos Tsitsipas nesta semana em Miami. Além disso, o espanhol acumula 17 vitórias em 19 jogos disputados neste início de temporada, perdendo apenas para Berrettini em cinco sets na Austrália e para Rafael Nadal em uma semifinal com mais de três horas de duração em Indian Wells.

No início da temporada, Alcaraz era o número 32 do mundo e tinha como meta entrar no top 15 do ranking mundial. Pelas campanhas que fez antes de Miami já saltou para o 16º lugar. E com os resultados das duas últimas semanas, está subindo para a 12ª posição. Se for campeão, será o número 11 do mundo.

Eliminado na semifinal, Hubert Hurkacz tinha mil pontos a defender em Miami e consegue manter 360 por mais uma boa campanha na Flórida. O polonês de 25 anos vai continuar no torneio por mais um dia, já que também está na final de duplas. Hurkacz se junta ao norte-americano John Isner para a decisão deste sábado, às 16h30 (de Brasília) contra o holandês Wesley Koolhof e o britânico Neal Skupski.

Dois tiebreaks e destaque pela esportividade
Em um primeiro set inteiramente sem quebras, Alcaraz só precisou salvar um break-point, já no oitavo game. E o fez com um drop-shot muito bem executado, como tem sido constante ao longo de todo o torneio. Hurkacz, que disparou sete aces na parcial e só perdeu quatro pontos com o primeiro serviço na quadra, escapou da quebra por duas oportunidades no 5/5. Em uma sacou muito bem, e na outra definiu com um forehand muito potente.

Durante o tiebreak, o polonês começou à frente e chegou a liderar por 5-3, mas cometeu dois erros não-forçados com o forehand que recolocaram Alcaraz na disputa. O jovem espanhol seguia muito forte mentalmente nos momentos de pressão e conseguiu vencer os últimos quatro pontos do set para vencer a parcial. Havia equilíbrio na contagem de winners, 13 a 12 para Alcaraz, mas Hurkacz cometeu o dobro de erros, 18 a 9.

A primeira parcial também foi marcada por uma atitude bastante elogiável de Alcaraz. Isso porque o espanhol seria beneficiado por uma marcação do árbitro de cadeira Fergus Murphy, alegando que uma bola sua havia tocado duas vezes na quadra de Hurkacz antes de o rival chegar. O polonês reclamou e as imagens ainda mostravam que ele teria razão, mas durante a discussão, o próprio Alcaraz abriu mão da vantagem e pediu ao árbitro para jogar o ponto de novo.

No segundo set, Alcaraz tentou executar ainda mais drop-shots e buscava até mesmo alguns lobs contra o rival de 1,96m, sempre que via Hurkacz mais próximo da rede. O espanhol teve um break-point ainda no início da parcial e salvou outros dois no 5/5. Uma das chances perdidas por Hurkacz foi um erro de devolução de segundo saque. O segundo tiebreak do jogo foi ainda mais dominante para Alcaraz, que se manteve firme do fundo de quadra, enquanto o polonês se perdia em muitos erros de forehand. Nas estatísticas do jogo, Hurkacz fez 23 a 22 em winners, mas cometeu 37 erros contra apenas 21 do jovem espanhol.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva