Notícias | Dia a dia
Hurkacz vence e impede volta de Medvedev ao nº 1
31/03/2022 às 16h22

Hurkacz é o atual campeão em Miami e já está na semifinal do torneio

Foto: Miami Open

Miami (EUA) - A grande expectativa de Daniil Medvedev para tentar voltar à liderança do ranking mundial foi frustrada por Hubert Hurkacz. Atual campeão do Masters 1000 de Miami e número 10 do mundo, o polonês garantiu vaga na semifinal do torneio, marcando as parciais de 7/6 (9-7) e 6/3 em 2h03 de partida nesta quinta-feira.

O resultado impede que Medvedev retorne ao número 1 depois de duas semanas. O russo de 26 anos liderou o ranking por três semanas, entre 28 de fevereiro e 20 de abril, antes de ser novamente ultrapassado por Novak Djokovic, que já acumula 362 na liderança. Em Miami, Medvedev tinha a chance de voltar ao topo do ranking, caso alcançasse a semifinal do torneio.

Além disso, Hurkacz e Medvedev agora estão empatados no histórico de confrontos, com duas vitórias para cada lado. O polonês venceu o primeiro encontro entre eles, na grama de Wimbledon no ano passado, enquanto o rival deu o troco no Masters 1000 de Toronto e também no ATP Finals.

Campeão em quatro torneios no circuito da ATP, Hurkacz está com 25 anos e busca a quinta final da carreira. Seu próximo adversário virá da partida entre o espanhol Carlos Alcaraz, jovem de 18 anos e já 16º do ranking, e o sérvio Miomir Kecmanovic, 48º colocado. O polonês nunca enfrentou Alcaraz no circuito e perdeu para Kecmanovic no quali do Masters de 1000 Roma de 2019.

Ainda nesta quinta-feira, Hurkacz também disputará a semifinal de duplas, ao lado do norte-americano John Isner. Eles enfrentam os australianos Nick Kyrgios e Thanasi Kokkinakis. Em caso de vitória, a final será contra o holandês Wesley Koolhof e o britânico Neal Skupski, que venceram os italianos Simone Bolelli e Fabio Fognini por 6/1, 3/6 e 10-5.

Hurkacz teve um ótimo início de partida, confirmando rapidamente seus dois primeiros games de serviço e logo conseguindo uma quebra para já abrir 3/0 no placar. Quando o polonês vencia por 4/1, teve ainda mais uma chance de quebra, que poderia aumentar sua vantagem. Medvedev confirmou o saque e ainda escapou de um 15-40 para fazer 5/2. Na sequência, o russo escapou de dois set-points e deu início à sua reação no primeiro set para devolver a quebra e forçar o tiebreak.

Durante o game-desempate, Hurkacz tentou explorar algumas subidas de Medvedev à rede e teve sucesso, conquistando dois pontos muito importantes. O polonês criou mais três set-point, errou em um na tentativa de saque e voleio, e enquanto Medvedev ainda escapou de um em seu serviço. Já na terceira chance, combinou um bom saque no meio com um winner de forehand para fechar o set. Ele fez 14 a 9 em winners e cometeu 15 erros contra 11.

Logo na abertura do segundo set, Medvedev escapou de dois break-points e teve dificuldades para confirmar o saque. Ele colocou apenas 52% de primeiros serviços em quadra durante a parcial e venceu só 11 dos 24 pontos jogados com o segundo serviço. Com isso, acabou enfrentando nove chances de quebra ao longo do set. Hurkacz aproveitou a primeira chance no quinto game para fazer 3/2.

Pouco depois, quando o polonês liderava por 4/3, Medvedev pediu atendimento médico, sinalizando mal estar e tontura. Ele tomou um remédio e voltou para a quadra. O russo também se mostrava incomodado com o joelho esquerdo. Hurkacz só perdeu cinco pontos no saque durante o segundo set e conseguiu uma nova quebra no último game da partida. O polonês liderou a contagem de winners por 22 a 17 e cometeu 28 erros não-forçados, um a mais que o rival. O polonês fez 6 a 2 em aces, conseguiu três quebras em 14 break-points, e só perdeu um game de saque.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva