Notícias | Dia a dia
Barty vai sair do ranking e Swiatek fica perto do nº 1
24/03/2022 às 01h06

Com a saída de Barty do ranking, Swiatek só precisará de mais uma vitória para ser número 1

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - Um dia depois de anunciar o fim de sua carreira como tenista profissional, Ashleigh Barty solicitou à WTA que seu nome seja retirado do ranking mundial. Isso já vai acontecer na próxima atualização da lista, no dia 4 de abril, logo após o WTA 1000 de Miami. Dessa forma, o período de Barty como número 1 do mundo será de 121 semanas.

A ausência da australiana no ranking também abre o precedente para uma nova disputa pela liderança. E a polonesa Iga Swiatek, número 2 do ranking e vencedora dos dois primeiros WTA 1000 da temporada, em Doha e Indian Wells, tem grandes chances de se tornar a nova número 1 em menos de duas semanas. Swiatek, de 20 anos, já havia dito após o título na Califórnia que lutar pelo topo do ranking era uma de suas metas para a temporada.

Swiatek tem atualmente 5.776 pontos no ranking e defende apenas 65 em Miami, da terceira rodada do ano passado. Se ela vencer sua partida de estreia, diante da suíça Viktorija Golubic, já mantém sua pontuação no ranking e não poderá ser mais alcançada por suas concorrentes diretas.

A única jogadora que pode evitar que Swiatek seja a nova número 1 do mundo depois de Miami é Paula Badosa. A espanhola hoje é a sexta colocada, com 4.790 pontos e defende apenas 37. Mas Badosa precisa de título e torcer para que a polonesa não vença a partida contra Golubic na próxima sexta-feira.

Sakkari e Sabalenka não alcançam Swiatek porque defendem muitos pontos
A terceira do ranking Maria Sakkari tem 5.085 pontos, mas defende 390 da semifinal do ano passado. Na mesma situação fica Aryna Sabalenka, que tem 4.862 pontos, mas defende 215 das quartas de 2021. Por isso, nem a grega e nem a bielorrussa poderiam alcançar a polonesa, mesmo em caso de título em Miami.

A quarta colocada Barbora Krejcikova, com 5.033 pontos e só 64 a defender, poderia ser uma postulante ao número 1, mas não joga em Miami por lesão no cotovelo. A tcheca já não havia estado em Indian Wells pelo mesmo motivo.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva