Notícias | Dia a dia
Rublev amplia série de vitórias e faz semi em IW
18/03/2022 às 17h44

Rublev marcou sua 13ª vitória consecutiva nas últimas semanas

Foto: BNP Paribas Open

Indian Wells (EUA) - Em jogo que começou equilibrado, mas terminou com amplo domínio, Andrey Rublev superou Grigor Dimitrov e garantiu vaga na semifinal do Masters 1000 de Indian Wells. O atual número 7 do mundo marcou as parciais de 7/5 e 6/2 em 1h25 de partida e chegou à sua 13ª vitória seguida no circuito. Em ótima fase, ele vinha de títulos em Marselha e Dubai nas últimas semanas.

O resultado também serviu para desempatar o histórico de confrontos entre Rublev e Dimitrov, que antes era de duas vitórias para cada lado. O russo de 24 anos está disputando o circuito sob bandeira neutra, devido às sanções esportivas ao seu país. Ele agora espera pelo vencedor entre o norte-americano Taylor Fritz e o sérvio Miomir Kecmanovic.

Vencedor de dez títulos de ATP, Rublev tenta alcançar a 16ª final da carreira e a terceira em Masters 1000. No ano passado, foi vice-campeão no saibro de Monte Carlo e também no piso duro de Cincinnati. Dessa forma, ainda busca seu título mais importante. Até então, suas melhores campanhas em Indian Wells eram terceiras rodadas em 2019 e 2021.

Dimitrov foi semifinalista da edição passada em Indian Wells e ficou a uma vitória de igualar a campanha da última temporada no torneio. Ex-número 3 do mundo, o búlgaro está com 30 anos e aparece atualmente no 35º lugar do ranking mundial. As campanhas nos dois últimos anos foram as melhores em nove participações no evento.

O primeiro set da partida teve 55 minutos de duração, com games longos e oportunidades para os dois lados. Rublev foi o primeiro a quebrar para fazer 4/2 e sustentava a vantagem até o momento em que sacava para set. Ele foi quebrado de zero, permitindo o empate por 5/5, mas voltaria a pressionar o serviço de Dimitrov para vencer os dois últimos games da parcial. Nas estatísticas, Dimitrov fez mais winners, 12 a 10, mas cometeu 16 erros não-forçados contra 11 de Rublev.

Depois que Rublev conseguiu uma quebra no início do segundo set e abriu 3/1 no placar, Dimitrov baixou muito a intensidade e já não oferecia mais tanta resistência durante os ralis de fundo. Mesmo com alguns altos e baixos, o número 7 do mundo conseguiu mais uma quebra e abriu 5/1. O búlgaro até salvou um match-point no saque e confirmou seu último game de serviço no jogo, mas não evitou a derrota no game seguinte. Dimitrov liderou a estatística de winners no jogo por 19 a 15, mas cometeu 24 erros contra 16. Rublev criou 10 break-points, conseguiu quatro quebras, e só perdeu um game de serviço.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva