Notícias | Dia a dia
Badosa avança e segue na luta pelo bicampeonato
16/03/2022 às 03h05

Badosa tem chance de subir no ranking, já que os mil pontos de 2021 valem até outubro

Foto: BNP Paribas Open

Indian Wells (EUA) - Atual campeã do WTA 1000 de Indian Wells, Paula Badosa segue na luta pelo bicampeonato e já está nas quartas de final. Número 7 do mundo, a espanhola venceu nesta terça-feira a jovem canadense de 19 anos Leylah Fernandez, 21ª do ranking, por duplo 6/4 em 1h42 de partida. Esta foi sua nona vitória seguida em Indian Wells.

"A Leylah é uma grande jogadora, muito rápida, tem um ótimo tempo de bola. Foi um jogo duro", disse Badosa, que superou Fernandez pela segunda vez no circuito. "Vi como ela estava jogando e sabia que eu precisava sacar muito bem e ser agressiva nas devoluções. E foi isso que eu fiz durante toda a partida. Estou muito feliz por estar nas quartas de final".

Apesar de defender o título em Indian Wells, Badosa ainda tem chances de subir no ranking. Como a edição passada do torneio foi disputada apenas no segundo semestre, por conta da pandemia e de ajustes no calendário, a espanhola de 24 anos vai manter seus mil pontos até 17 de outubro e pode fazer outros mil se for campeã de novo.

A próxima adversária de Badosa em Indian Wells será a russa Veronika Kudermetova, 24ª colocada e atualmente sob bandeira neutra. A espanhola perdeu todos os três jogos que fez diante da rival no circuito. No jogo que encerrou a rodada, Kudermetova superou a tcheca Marketa Vondrousova por 7/6 (7-5), 6/7 (5-7) e 7/5, após 2h52 de partida. A vitória da russa poderia ter sido até mais tranquila, já que ela sacou para o jogo no segundo set. O jogo teve só três quebras e Kudermetova disparou 44 winners.

Durante toda a partida, Badosa tentou colocar pressão nas devoluções de saque e fez com que a canhota Fernandez enfrentasse games longos em seu serviço. Foram 12 break-points para a espanhola, seis em cada set, e ela conseguiu três quebras. A canadense fez um winner a mais, 24 a 23, mas cometeu 37 erros contra 28.

Badosa começou o jogo confirmando seus games de saque sem maiores riscos e fazia uma partida muito consistente do fundo de quadra. Fernandez reagiu no jogo apostando nos drop-shots e atacando as paralelas com o backhand. A canadense sofreu uma quebra no sétimo game, devolveu de imediato, mas voltaria a perder o saque logo depois. No segundo set, Badosa conseguiu uma quebra logo cedo e escapou de dois games longos no saque para chegar à vitória.



Rybakina vence e encara Sakkari nas quartas
Quem também se garantiu nas quartas de final foi a cazaque Elena Rybakina, número 20 do mundo. Ela venceu a suíça Viktorija Golubic, 51ª colocada, por 7/6 (7-5) e 6/2. Sua próxima rival será a grega Maria Sakkari, sexta do ranking. Rybakina venceu o único duelo anterior, na semifinal de São Petersburgo em 2020.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva