Notícias | Dia a dia
Raducanu larga bem, Muguruza leva virada incrível
11/03/2022 às 22h22

Esta foi apenas a segunda vitória na temporada para Raducanu

Foto: BNP Paribas Open

Indian Wells (EUA) - Afetada por muitos problemas físicos neste início de temporada, Emma Raducanu conseguiu sua segunda vitória em 2022. A número 13 do mundo e atual campeã do US Open estreou no WTA 1000 de Indian Wells superando a francesa Caroline Garcia, ex-top 5 e atual 66ª do ranking, com parciais de 6/1, 3/6 e 6/1.

"Foi uma partida difícil de vencer. Caroline é uma oponente complicada porque ela é muito agressiva e joga muito rápido", avaliou Radcanu após a partida. "Assim que baixei um pouco a velocidade e o ritmo da bola, ela aproveitou no segundo set. Estou feliz por ter conseguido ajustar meu jogo no terceiro".

Raducanu havia sofrido com bolhas nas mãos durante o Australian Open e, há duas semanas, jogou em Guadalajara e abandonou na estreia por lesão no quadril. "Foi um começo de ano complicado, com as lesões e as bolhas, mas acho que tudo isso é efeito de eu ter pegado Covid-19 no fim do ano passado e ficar sem treinar por tês semanas. Estou muito feliz por ter conseguido avançar hoje. Vamos ver o que posso construir a partir daqui".

A jovem britânica de 19 anos enfrenta na próxima fase a croata Petra Martic, 79ª colocada, que bateu a eslovena Tamara Zidansek por 7/5 e 7/6 (8-6). Raducanu e Martic farão um confronto inédito no circuito profissional.

Muguruza deixa grande vantagem escapar

A espanhola Garbiñe Muguruza, número 9 do mundo, deixou escapar uma grande vantagem e não passou da estreia em Indian Wells. Ela havia vencido os nove primeiros games contra a norte-americana Alison Riske, 53ª do ranking, e liderava por 6/0 e 3/0, mas depois só conseguiu fazer mais um game até o final do jogo e perdeu por 0/6, 6/3 e 6/1 em 1h33. Riske fez 16 a 12 em winners e cometeu 17 erros contra 34 de Muguruza. A norte-americana pode enfrentar a compatriota Madison Keys ou a japonesa Misaki Doi.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva