Notícias | Dia a dia
Bia cai para jovem dinamarquesa na 2ª rodada
11/03/2022 às 20h04

Bia caiu diante da dinamarquesa de 19 anos Clara Tauson nesta sexta-feira

Foto: Arquivo

Indian Wells (EUA) - A participação de Beatriz Haddad Maia no WTA 1000 de Indian Wells chegou ao fim nesta sexta-feira. Vinda de uma vitória expressiva sobre a ex-top 5 Sofia Kenin há dois dias, a número 1 do Brasil e 61ª do mundo foi eliminada na segunda rodada pela dinamarquesa Clara Tauson por 6/4 e 6/3 em 1h36 de partida. O próximo compromisso da brasileira será o WTA 1000 de Miami, em duas semanas. 

Por ter vencido a estreia em Indian Wells, Bia fará 35 pontos no ranking, mas tem 19 a descontar de torneios da ITF. A paulista de 25 anos está a três posições de igualar a melhor marca da carreira, o 58º lugar. Na última temporada, a brasileira chegou às oitavas em Indian Wells, mas como a edição de 2021 foi realizada no segundo semestre por conta da pandemia, os 140 pontos vão valer até 17 de outubro. Segundo a WTA, as jogadoras poderão computar os resultados das duas edições.

Algoz de Bia nesta sexta-feira, Tauson é um dos principais nomes da nova geração do circuito. Ex-número 1 juvenil e campeã do Australian Open da categoria em 2019, a dinamarquesa de 19 anos já é a número 40 do ranking profissional e conquistou na temporada passada dois títulos de WTA nas quadras duras e cobertas de Lyon e Luxemburgo. Já no início deste ano, chegou a ocupar o 33º lugar do ranking mundial, o que rendeu a ela a condição de cabeça 29 em Indian Wells.

A adversária de Tauson na terceira fase de Indian Wells será a polonesa Iga Swiatek, número 4 do mundo e terceira cabeça de chave do torneio. O confronto entre elas é inédito no circuito. Swiatek, de 20 anos e campeã do WTA 1000 de Doha há duas semanas, estreou na Califórnia nesta sexta-feira e venceu a ucraniana Anhelina Kalinina, 50ª do ranking, por 5/7, 6/0 e 6/1.

O duelo entre Bia e Tauson começou equilibrado, com uma quebra para cada lado ainda nos primeiros games. Mas a jovem dinamarquesa era quem tinha o maior controle dos pontos do fundo de quadra, jogando sempre em cima da linha e batendo muito forte na bola dos dois lados, muitas vezes empurrando a brasileira para trás. Sofrendo pressão constante no saque, Bia enfrentou mais cinco break-points na reta final do set e acabou permitindo uma nova quebra à rival.

No início do segundo set, Bia seguia com muita dificuldade de ditar os pontos e via a rival controlar o ritmo da partida. Tauson conseguiu duas novas quebras e abriu 4/1. A dinamarquesa também tinha sucesso quando arriscava algumas variações de jogo, especialmente ao combinar os drop-shots com subidas à rede para definir os pontos. Ela chegou a liderar por 5/2 e foi quebrada quando sacava para o jogo, mas voltaria a quebrar o serviço de Bia para definir o placar.

Durante a partida, Tauson teve 15 break-points e conseguiu seis quebras, enquanto a brasileira quebrou apenas três vezes em seis chances. Outro dado determinante para o resultado foram as nove duplas faltas de Bia no jogo.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva