Notícias | Dia a dia
Bia aproveita a boa fase e supera Kenin na estreia
10/03/2022 às 03h44

Bia eliminou a ex-número 4 do mundo e agora enfrenta a jovem Clara Tauson

Foto: BNP Paribas Open

Indian Wells (EUA) - O bom início de temporada no circuito rendeu mais uma vitória expressiva para Beatriz Haddad Maia. Vinda de uma semifinal em Monterrey na última semana, a número 1 do Brasil e 61ª do ranking estreou no WTA 1000 de Indian Wells superando a norte-americana Sofia Kenin, ex-número 4 do mundo e campeã do Australian Open de 2020, por 6/3 e 7/5 em 1h45 de partida.

Esta foi a nona vitória de Bia em 14 jogos no circuito de simples em 2022. De quebra, ela também mantém seu perfeito retrospecto contra Kenin, tendo vencido os três duelos entre elas. O primeiro jogo foi em um torneio do circuito da ITF nos Estados Unidos, ainda em 2014. Já o segundo encontro foi no quali para o WTA de Mallorca, em quadras de grama, em 2017.

Bia teve um bom início de partida e aproveitou que a norte-americana vinha colocando poucos primeiros serviços em quadra para já pressionar a rival nas devoluções. Ela criou seis break-points em dois games e já conseguiu uma quebra para abrir 3/1 no placar. A brasileira passou por seus três primeiros games de serviço com apenas seis pontos perdidos e voltaria a quebrar para fazer 5/2. Sacando para o set, Bia sofreu sua primeira quebra na partida, mas voltaria a quebrar no game seguinte. As estatísticas mostram que bastou ser mais regular do fundo de quadra. Tanto que ela só precisou fazer 4 winners para vencer o set e contou com 33 erros não-forçados de Kenin.

Apesar de ter começado o segundo set perdendo por 2/0, Bia não demorou para buscar o empate. Ela seguiu colocando muita pressão nos games de saque de Kenin e criou cinco break-points até devolver a quebra. Quando as tenistas entravam nas trocas de fundo, os pesos de bola se equivaliam, mas a norte-americana seguia cometendo muitos erros. Kenin até buscava algumas variações, arriscando drop-shots e seu já característico slice de backhand com duas mãos, mas Bia voltou a quebrar e fez 4/2. A brasileira cedeu o empate no oitavo game, mas sacou bem para fazer 5/4. Mesmo pressionada, Kenin salvou um match-point e também confirmou o serviço na sequência. Mas Bia voltaria a quebrar dois games mais tarde para fechar o jogo.

Kenin liderou a contagem de winners por 23 a 9, mas cometeu 73 erros não-forçados contra 42 de Bia. A brasileira teve 17 break-points e conseguiu seis quebras, perdendo três games de saque no jogo.

Bia está bem perto de seu melhor ranking

Paulista de 25 anos, Bia está a três posições de igualar o melhor ranking da carreira, o 58º lugar, alcançado em setembro de 2017 e repetido em fevereiro do ano seguinte. A vitória na estreia rende 35 pontos no ranking, mas ela tem 19 a defender durante as duas semanas de torneio, referentes a torneios do circuito da ITF. Na última temporada, a brasileira chegou às oitavas em Indian Wells, mas como a edição de 2021 foi realizada no segundo semestre por conta da pandemia, os 140 pontos vão valer até 17 de outubro. Segundo a WTA, os pontos conquistados nas duas edições vão valer para o ranking até lá.

Superada por Bia nesta madrugada, Sofia Kenin ainda tenta recuperar o bom nível de tênis que a levou à conquista de seu primeiro Grand Slam na Austrália em 2020 e à final de Roland Garros no mesmo ano. Na temporada passada, a norte-americana teve muitos problemas de saúde, apendicite, lesão no pé e Covid-19, que prejudicaram seu calendário. Ela também tentou parar de treinar com o pai, Alexander Kenin, mas retomou a parceira no fim do ano. A tenista de 23 anos e atualmente apenas no 130º lugar do ranking voltou ao circuito em janeiro, mas tem apenas duas vitórias na temporada e sofreu a sexta derrota seguida.

Duelo com a jovem Tauson e possível encontro com Swiatek
A próxima adversária de Bia em Indian Wells será a dinamarquesa Clara Tauson, jovem de 19 anos e 40ª do ranking, que entra diretamente na segunda rodada como cabeça 29 do torneio. O confronto entre elas é inédito no circuito profissional. Tauson, apesar da pouca idade, já tem dois títulos de WTA, nas quadras duras e cobertas de Lyon e Luxemburgo no ano passado. A dinamarquesa chegou a ocupar o 33º lugar do ranking no início de fevereiro. Caso alcance a terceira rodada, a canhota paulista fará 65 pontos e pode cruzar o caminho da polonesa Iga Swiatek, cabeça 3 do torneio e número 4 do mundo, enfrenta a ucraniana Anhelina Kalinina. Mais cedo, Kalinina venceu a francesa Clara Burel por 6/3 e 6/2.

Bia também joga duplas na Califórnia
Outro compromisso para a brasileira em Indian Wells é a disputa do torneio de duplas. Ela joga ao lado da cazaque Anna Danilina, mesma parceira na campanha até a final do Australian Open em janeiro. A estreia será contra a alemã Laura Siegemund e a russa Vera Zvonareva, que joga sob bandeira neutra por conta das sanções esportivas ao país. A partida será nesta quinta-feira à noite, no último jogo do Estádio 7.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva