Notícias | Copa Davis
Zverev exalta torcida e diz que lembra Davis 'antiga'
04/03/2022 às 21h09

Zverev anotou o primeiro ponto alemão no confronto com o Brasil na Copa Davis

Foto: Marcello Zambrana/ITF
Felipe Priante

Rio de Janeiro (RJ) - Entusiasta do formato antigo da Copa Davis, com duelos eliminatórios dentro e fora de casa e sem uma fase final reunindo os melhores times, o alemão Alexander Zverev disse que o clima encontrado nesta sexta-feira no Rio de Janeiro o fez lembrar deste período. Apesar de condenar o novo sistema de disputa, desta vez o número 3 do mundo não foi tão crítico e só afirmou preferir como era antes.

“Pessoalmente, eu adoro a Davis antiga, é algo muito especial, como podemos ver aqui. Tinha uma grande energia e era uma semana especial. Tem coisas que só podiam acontecer na Davis. Esta agora é boa, se adaptando a uma nova direção, mas a antiga era especial”, afirmou o alemão, que abriu o confronto contra o Brasil derrotando o paranaense Thiago Wild em sets diretos.

A energia da torcida foi um fator que agradou Zverev, mesmo sendo contra. Ele enalteceu o calor do público e falou que gostaria de um dia tê-la a seu favor. ‘Claro que a torcida estaria pelo Brasil e contra nós, mas gosto desta energia. Espero que um dia possa jogar no Rio por um ATP e então contar com a torcida do meu lado”, disse o germânico.

Zverev ainda comentou que a quadra estava bem lenta e que o jogo foi bastante equilibrado. “Colocaram bastante saibro. Não foi uma partida perfeita minha, mas venci e é isso que importa, consegui anotar o primeiro ponto que é muito importante, pois você nunca quer começar atrás. Saio da partida com muita confiança, foi um jogo bem parelho e que poderia ter ido para qualquer lado”, finalizou.

Comentários