Notícias | Dia a dia
Luthi: 'Não vejo como Roger possa jogar Wimbledon'
02/03/2022 às 09h41

Basileia (Suíça) - Más notícias para os fãs do suíço Roger Federer, que pode ter seu retorno adiado um pouco mais. Em entrevista ao Tages Anzeiger, o treinador do destro da Basileia e capitão suíço na Copa Davis, Severin Luthi, contou que a recuperação do veterano de 40 anos evolui bem, mas lentamente e o ex-número 1 do mundo pode demorar um pouco mais até voltar a competir.

"Nós não falamos ao telefone todos os dias, mas mantemos contato de vez em quando e nos encontramos de vez em quando. Ele ainda está na fase de reabilitação", disse Luthi, explicando que Federer já passou da fase de ficar apenas nas medidas terapêuticas, como ultrassom ou aplicação de gelo e está fazendo musculação.

“Federer está trabalhando ativamente, não apenas os músculos do joelho ou da perna são desenvolvidos, mas todo o corpo é fortalecido. É um programa de condicionamento real”, disse o treinador, dando uma atualização sobre a saúde do 20 vezes vencedor do Grand Slam. Contudo, ele não espera um retorno tão rápido.

O técnico disse que o jogador de 40 anos, que competiu pela última vez em Wimbledon em 2021, ainda não está disposto a fazer trabalho físico com seu experiente preparador físico Pierre Paganini após sua lesão, mas também mantém contato com ele. Paganini, por sua vez, troca ideias regularmente com Daniel Troxler, fisioterapeuta de Federer, que também acompanha a equipe da Copa Davis.

Embora acredite na volta de Federer, Luthi vê o pupilo com a cautela costumeira. Esta semana, para aquecer, o suíço bateu bolas com Mirka, sua esposa. “A principal coisa para ele é voltar lentamente. No momento, não vejo como ele possa jogar em Wimbledon. Não vou dizer que é impossível, mas não consigo imaginar isso agora”, finalizou.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva