Notícias | Dia a dia
Svitolina usa cores da Ucrânia e vence Potapova
02/03/2022 às 00h11

Svitolina utilizou as cores nacionais para partida contra Potapova

Foto: Abierto GNP Seguros

Monterrey (México) - Após a definição de que as tenistas da Rússia e de Belarus disputarão o circuito apenas sob bandeira neutra, Elina Svitolina entrou em quadra para enfrentar Anastasia Potapova pela primeira rodada do WTA 250 de Monterrey. Principal cabeça de chave e campeã do torneio em 2020, a ucraniana precisou de apenas 1h04 para marcar as tranquilas parciais de 6/2 e 6/1 e garantir seu lugar nas oitavas de final.

Antes do torneio, Svitolina solicitou à WTA que as tenistas dos países envolvidos no ataque ao território ucraniano atuassem sem as bandeiras e nomes das nações. Isso foi confirmado não apenas pela associação feminina, mas seguido também pela ATP. Além disso, a Federação Internacional de Tênis (ITF) suspendeu as equipes da Rússia e de Belarus de competições internacionais e o retirou o poder de voto de suas federações nacionais.

Svitolina entrou em quadra utilizando as cores da bandeira da Ucrânia, azul e amarelo, e confirmou o favoritismo diante de Potapova, jovem de 20 anos e 81ª do ranking. A número 15 do mundo fez uma partida bastante consistente do fundo de quadra e controlou os ralis. Além disso, pressionou o saque de sua adversária o tempo todo para conseguir cinco quebras. O único momento de algum risco para Svitolina foi quando ela sacava para fechar o primeiro set e teve que salvar break-points.

Foi o primeiro jogo entre Svitolina e Potapova no circuito, mas a ucraniana sabia o que esperar. "Estou há bastante tempo no circuito, então eu conheço muitas jogadoras por assistir e treinar com elas. Então, eu já sei mais ou menos como cada menina joga, qual é o melhor lado das jogadoras, quais os pontos fracos. Então eu sabia o que esperar essa noite", disse a ucraniana na entrevista em quadra.

"Foi uma partida muito especial para mim. Estou muito triste por tudo o que está acontecendo, mas feliz por estar aqui e jogando tênis. Acho que saquei bem e me movimentei bem. Desde o começo do jogo, eu estava focada de que estaria em uma missão para o meu país", acrescentou a jogadora de 27 anos.

Nas oitavas de final, Svitolina enfrentará a búlgara Viktoriya Tomova, 103ª do ranking, que venceu a francesa Diane Parry por 6/4 e 6/0. Mais uma vez, o confronto será inédito para a ucraniana. A principal cabeça de chave já prometeu doar o prêmio que conseguir no torneio ao exército de seu país e também para projetos de ajuda humanitária aos desabrigados pelo conflito.

Martic elimina a cabeça 3 Madison Keys
Em outro jogo da rodada noturna em Monterrey, a croata Petra Martic levou a melhor sobre a norte-americana Madison Keys, cabeça 3 do torneio e número 28 do mundo. Martic, de 31 anos e 85ª colocada, virou o jogo e marcou as parciais de 5/7, 7/6 (7-3) e 6/3. A experiente croata é a próxima adversária da tcheca Marie Bouzkova nas oitavas de final.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva