Notícias | Dia a dia
Bia enfrenta jovem chinesa às 18h desta quarta
01/03/2022 às 20h46

Bia encara a jovem de 20 anos Xinyu Wang em busca de vaga nas quartas em Monterrey

Foto: Abierto GNP Seguros
Mário Sérgio Cruz

Monterrey (México) - Depois de vencer sua partida de estreia no WTA 250 de Monterrey, Beatriz Haddad Maia já tem adversária definida para as oitavas. A número 1 do Brasil e 69ª do mundo enfrentará a jovem chinesa Xinyu Wang, de apenas 20 anos e 90ª do ranking, que venceu a cabeça 8 norte-americana Ann Li por 6/2 e 6/1. A partida será às 18h (de Brasília). A transmissão é do serviço de streaming Star+.

Bia venceu o único duelo anterior contra Wang, disputado no ano passado em Caldas da Rainha, em Portugal. Se a paulistana chegar às quartas de final, fará 60 pontos no ranking, tendo apenas 29 a descartar de seu 16º e último resultado válido para a atual classificação. Dessa forma, começa a disputar mais posições para tentar subir ainda mais no ranking e buscar se aproximar de sua melhor marca, o 58º lugar.

Adversária de Bia nas oitavas, Xinyu Wang foi número 2 do ranking mundial juvenil e campeã de duplas em Wimbledon em sua categoria no ano de 2018, quando jogou ao lado da também chinesa e canhota Xiyu Wang, que liderou o ranking. A tenista de 20 anos atingiu recentemente o melhor ranking da carreira, o 86º lugar, depois de ter avançado uma rodada no Australian Open, caindo para a número 2 do mundo Aryna Sabalenka na fase seguinte. Na semana passada, jogou em Guadalajara e foi às oitavas.

Bouzkova tenta se adaptar, Stephens deixa o torneio

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Abierto GNP Seguros (@abiertognpseguros)

Finalista do WTA 250 de Guadalajara no último domingo, a tcheca Marie Bouzkova teve pouco tempo de adaptação às condições, mas estreou com vitória em Monterrey. A jovem de 23 anos e 81ª do ranking precisou de três sets e 2h24 para vencer a italiana Sara Errani por 4/6, 6/2 e 6/4. Após a partida, Bouzkova falou a TenisBrasil sobre as diferenças entre os dois torneios no México, especialmente porque Guadalajara tem altitude superior a 1.500m, o que exige o uso de bolas mais pesadas e uma preparação física específica.

"Sim, são condições diferentes. Ainda temos um pouco de altitude aqui, mas acho que são quase mil metros a menos que Guadalajara. Então, eu senti diferença hoje na quadra e na velocidade da bola. O jogo fica um pouco mais lento. Mas acho que a maior diferença foi jogar durante o dia, depois de ter feito muitos jogos à noite em Guadalajara. Fico feliz por ter feito um bom ajuste hoje", explicou a tcheca, que espera pela vencedora entre a norte-americana Madison Keys e a croata Petra Martic.

"Será um jogo duro de qualquer forma. Vou assistir um pouco do jogo e me preparar depois que eu tiver a adversária definida. Mas o mais importante é ter algum descanso e horas de sono e ficar pronta para jogar na quinta-feira".

Já a norte-americana Sloane Stephens, campeã em Guadalajara e 39ª do mundo, não irá em Monterrey. Ela desistiu da competição e deu vaga à australiana Seone Mendez, que entra na chave como lucky-loser e enfrenta a egípcia Mayar Sherif. "Sinto muito por não dipsutar o torneio deste ano. Desejo boa sorte a todas no evento e estou ansiosa para voltar no ano que vem".

Boa rodada das chinesas no México
Outras duas chinesas venceram seus jogos nesta terça-feira em Monterrey. A experiente jogadora de 30 anos Qiang Wang bateu a húngara Dalma Galfi por 6/7 (0-7), 6/1 e 6/4. Wang enfrenta nas oitavas a vencedora entre Mendez e Sherif. Já a jovem de 19 anos Qinwen Zheng, 77ª do mundo, passou pela italiana Lucia Bronzetti por 6/2 e 6/3. Sua próxima rival será a canadense Leylah Fernandez, cabeça 2 do evento e atual campeã. Fernandez vem de vitória na última segunda-feira sobre a eslovaca Anna Schmiedlova por 6/2 e 6/3.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva