Notícias | Dia a dia
Wild faz só 4 games, cai nas oitavas, e deixa top 200
24/02/2022 às 17h02

Wild defendeu apenas 20 pontos dos 250 que precisava e vai perder cerca de 80 posições

Foto: Chile Open

Santiago (Chile) - Dois anos depois de ter conquistado seu primeiro ATP 250, Thiago Wild voltou a Santiago, mas ficou longe de defender o título. O número 2 do Brasil e 135º do mundo fez apenas quatro games na partida desta quinta-feira pelas oitavas de final contra o alemão Yannick Hanfmann, 115º do ranking, que marcou as parciais de 6/1 e 6/3 em apenas 1h05 de disputa.

Por ter vencido a partida de estreia contra o argentino Nicolas Kicker, Wild defende 20 pontos dos 250 de que precisava nesta semana. Com isso, ele sairá do top 200 do ranking pela primeira vez desde fevereiro de 2020 e deve perder cerca de 80 posições. O paranaense de 21 anos tem como melhor marca da carreira o 106º lugar. Ele recebeu convite da organização do torneio de Santiago para integrar a chave principal.

No intervalo entre sua primeira conquista no circuito e a iminente queda no ranking, Wild chegou a defender o Brasil na Copa Davis contra a Austrália e disputou apenas uma chave principal de Grand Slam, no US Open de 2020. Ele tentou outros cinco qualis de Slam e não teve sucesso. Também sofreu uma lesão no quadril, que o tirou dos Jogos Olímpicos de Tóquio. E fora das quadras, foi indiciado após uma acusação de violência doméstica contra a ex-namorada Thayane Lima. O processo segue em andamento. Em recente entrevista a TenisBrasil, reconheceu que "poderia e deveria" estar num estágio mais evoluído da carreira.

Alemão abriu vantagem logo cedo e não teve o saque quebrado
Apesar de Wild ter feito dois aces ainda no início da partida, Hanfmann abriu vantagem logo cedo e conquistou duas quebras consecutivas. A partida começou amplamente favorável ao alemão, com 4/0 no placar. Ele não enfrentou break-points durante o primeiro set e cedeu apenas cinco pontos em seus games de serviço.

O único momento em que Wild teve chances de ameaçar o saque do alemão foi no começo do segundo set, quando ele teve três break-points e não os aproveitou. O paranaense chegou a liderar a parcial por 2/1, mas logo sofreu uma quebra. Depois disso, Hanfmann só perderia mais um ponto no saque e conseguiria uma nova quebra de serviço no último game da partida.

Jogando com ranking protegido em Santiago, Hanfmann tem como melhor marca da carreira o 92º lugar, alcançado em maio do ano passado, e está com 30 anos. Ele enfrenta nas quartas de final o espanhol Pedro Martinez, cabeça 4 do torneio, que derrotou Jaume Munar por 6/4, 5/7 e 7/5.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva