Notícias | Dia a dia
Djokovic: 'No momento, não penso no número 1'
23/02/2022 às 20h19

Djokovic tem a liderança do ranking ameaçada por Daniil Medvedev nesta semana

Foto: DDF Tennis Championships

Dubai (Emirados Árabes) - A liderança do ranking da ATP está em jogo nesta semana e o número 1 do mundo Novak Djokovic tem a posição ameaçada por Daniil Medvedev. O sérvio está em ação nesta semana em Dubai, enquanto o russo joga em Acapulco. E se Medvedev for campeão no México, chegará ao topo do ranking sem depender dos resultados de Djokovic na semana.

Djokovic, que já está nas quartas em Dubai e precisa torcer contra seu perseguidor direto, diz que a disputa pela primeira posição do ranking não é uma prioridade no momento e que não tem pensado nisso, diferente do que acontecia no fim do ano passado, quando tentava terminar a temporada como número 1 do mundo. Ele tem o recorde da ATP com 361 semanas como número 1 do mundo.  

"No momento, não estou pensando nisso. Para ser honesto, eu estava ciente no ano passado, quando havia a corrida para terminar a temporada como número 1. Na época, eu conhecia os diferentes cenários. Mas agora eu realmente não estou pensando nisso. Como eu disse, vai acontecer muito em breve a transição do número 1", explicou Djokovic, após a vitória sobre o russo Karen Khachanov por 6/3 e 7/6 (7-2) nesta quarta-feira em Dubai.

O sérvio avaliou seu desempenho na partida e destacou a melhora do russo, ex-top 10 e atual 26º do ranking, a partir do segundo set. Esta foi sua quinta vitória em seis jogos contra Khachanov. "Ele começou a jogar melhor no segundo set, vencendo muitos pontos com o saque. Eu meio que recuei um pouco e as coisas mudaram".

"Acho que no 12º game do segundo set, quando eu estava sacando para ficar no set e levar para o tiebreak, encontrei um bom ritmo de saque. Eu fiz um game de serviço muito rápido e tranquilo e continuei assim no tiebreak. Então, fiz duas grandes devoluções em 5-2 para terminar a partida. Foi o melhor tiebreak possível que eu poderia jogar", avaliou o jogador de 34 anos.

Em busca de uma vaga na semifinal, Djokovic enfrenta o tcheco Jiri Vesely, 123º do ranking, para quem perdeu o único duelo anterior no saibro de Monte Carlo em 2016. Canhoto de 28 anos e ex-número 5 do mundo, Vesely já venceu Marin Cilic e Roberto Bautista Agut nesta semana em Dubai, sem ter perdido sets. O reencontro será ao meio-dia (de Brasília) desta quinta-feira.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva