Notícias | Dia a dia
Berrettini espera contar com a torcida nas quartas
19/02/2022 às 07h00

Após vencer Monteiro na segunda rodada, Berrettini terá pela frente o jovem Carlos Alcaraz

Foto: Fotojump
Felipe Priante

Rio de Janeiro (RJ) - Depois de encarar a torcida contra no duelo com o cearense Thiago Monteiro, o italiano Matteo Berrettini espera poder contar com o apoio do público nas quartas de final. Neto de uma brasileira, o cabeça de chave número 1 do torneio destacou a boa atmosfera da quadra em sua estreia no Rio Open.

"Acho que foi uma atmosfera muito legal hoje. Já esperava que a torcida estivesse com ele, se eu jogasse com Thiago em Roma a torcida estaria comigo. Gosto dessa condição, é melhor do que quando não tinha ninguém. Espero que na próxima a torcida esteja comigo, já que me sinto meio brasileiro", falou Berrettini.

Foi uma partida dura e muito longa, tanto pelo tempo que jogamos quanto pelo tempo que esperamos, mas isso é o tênis, especialmente quando você joga no saibro nessas condições. Quando está muito úmido pode chover. Não esperava por isso quando vim para cá, achei que o tempo estaria melhor, mas as coisas são como são e estou feliz por ter jogado uma boa partida", acrescentou.

O italiano falou ter ficado frustrado com o clima, mas entende a situação. "Claro que as condições não foram as melhores possíveis, claro que é melhor jogar quando o sol está brilhando ou quando não está chovendo, mas são coisas que acontecem. Lembro que dois anos atrás o tempo estava bem ruim e Gianluca Mager teve que fazer vários jogos em poucos dias", comentou.

"Fiquei frustrado, principalmente por ter perdido dois match-points no segundo set e agora poderia já estar no meu quarto de hotel. Tive que estar preparado quando voltei para quadra e foi o que fiz", encerrou o italiano, que agora terá pela frente o espanhol Carlos Alcaraz.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva