Notícias | Dia a dia | Australian Open
Keys: 'Este é o melhor nível da Barty que eu já vi'
27/01/2022 às 11h14

Keys enfrentou Barty pela quarta vez no circuito profissional

Foto: Jimmie48/WTA

Melbourne (Austrália) - Após a derrota na semifinal do Australian Open nesta quinta-feira, Madison Keys fez uma série de elogios à número 1 do mundo Ashleigh Barty. A norte-americana enfrentou a australiana pela quarta vez no circuito e garante que nunca havia visto a rival jogar tão bem. Keys acredita que Barty evoluiu em vários aspectos do jogo, especialmente o saque, além de ter golpes mais efetivos com o forehand e seus famosos slices de backhand.

"Ela está jogando incrivelmente bem. Mesmo que você tenha um plano de jogo em sua cabeça, ela está executando tudo muito bem. O saque dela está incrível, acho que ela ficou mais precisa, e você não ganha nenhum ponto de graça. E os slices estão chegando muito mais baixos e mais profundos do que no passado, então é difícil fazer alguma coisa contra isso", disse Keys, após a derrota por 6/1 e 6/3 na semifinal desta quinta-feira.

"Então você tenta atacar o forehand dela, mas ela pode abrir a quadra. Ela está fazendo um trabalho muito bom em variar ritmos e o spin também. Parece que você realmente não consegue entrar no ritmo nesse lado do forehand. Acho que ela está jogando um tênis muito, muito bom, e parece muito focada. Quero dizer, eu já joguei com ela algumas vezes, e isso é facilmente o melhor nível que ela já jogou. Acho que tudo melhorou um pouco", acrescenta a norte-americana que tem apenas uma vitória em quatro jogos contra Barty no circuito.

Ex-top 10 e atual 51ª do ranking aos 26 anos, Keys também falou sobre a vantagem que a australiana constrói no lado mental do jogo. "Eu não estava realmente surpresa com isso. O mais difícil é que eu acho que ela meio que faz você pensar um pouco demais, e você começa a se pressionar um pouco, porque sente que tem que fazer muito às vezes. Acho que eu estava pensando demais no começo do jogo, tentando fazer coisas que não estavam realmente dando certo para mim porque ela coloca essa pressão em você. Sinto que quando ela percebe que está dominando o jogo, ela ganha muita confiança e fica muito difícil recuperar isso dela".

Apesar da eliminação, a norte-americana destaca seu bom início de temporada. Antes do Australian Open, ela conquistou um título de WTA 250 em Adelaide. "Obviamente, estou desapontada com o que aconteceu esta noite e, obviamente, adoraria estar na final aqui. Mas no geral, depois do ano que tive, estou muito feliz com meu verão na Austrália".

"Acho que a maior coisa que aproveito é conseguir ter feito muitos jogos. Já faz muito tempo que eu não começava um tão forte. E disputar todos esses jogos é ótimo para a sequência do ano. Ter toda essa experiência na quadra já este ano e ter passado por momentos difíceis no caminho será realmente benéfico".

Comentários