Notícias | Dia a dia | Australian Open
Kyrgios e Kokkinakis comandam final 100% australiana
27/01/2022 às 03h50

Melbourne (Austrália) - Festa total para a torcida da casa nas semifinais de duplas masculinas desta quinta-feira. Os empolgados Nick Kyrgios e Tanassi Kokkinakis embalaram o público mais um vez na vitória sobre o espanhol Marcel Granollers e o argentino Horacio Zeballos, mas também teve comemoração na vitória de Matthew Ebden e Max Purcell sobre o norte-americano Rajeev Ram e o britânico Joe Salisbury.

As duas partidas aconteceram quase ao mesmo tempo, com Kyrgios/Kokkinakis jogando da Rod Laver Arena e os compatriotas Ebden/Purcell na Margaret Court, ambas terminando em sets diretos. Com as duas vitórias, as parcerias australianas quebraram um jejum de mais de 40 anos na competição, já que a última final entre duas duplas da casa foi em 1980.

Convidados da organização, Kyrgios e Kokkinakis mais uma vez contaram com uma animada torcida, que até foi criticada pelos exageros durante a campanha dos dois. Depois de 1h47 de confronto, a parceria da casa levou a melhor sobre Granollers e Zeballos, cabeças de chave número 3, marcando o placar final de 7/6 (7-4) e 6/4.

Vice-campeão em 2020 ao lado do compatriota Luke Saville, Purcell conseguiu sua revanche daquela final contra Ram e Salisbury. Agora com Ebden, ele derrotou a segunda dupla mais bem cotada ao título com parciais de 6/7 e 7/6 (11-9).

Se duas duplas australianas não se encaram na final desde 1980, quando Mark Edmondson e Kim Warwick venceram os compatriotas Peter McNamara e Paul McNamee em sets diretos, com parciais de 7/5 e 6/4, um título da casa tem um intervalo bem menor. A última conquista de um anfitrião foi em 2001, com Todd Woodbridge vencendo ao lado do sueco Jonas Björkman. Já o último título 100% local ocorreu em 1997 com Woodbridge e Mark Woodforde.

Comentários