Notícias | Dia a dia | Australian Open
Polícia investiga agressão por homem expulso no AO
26/01/2022 às 05h17

Melbourne (Austrália) - A polícia de Victoria está investigando uma suposta agressão a funcionários que trabalham no Australian Open depois que fãs desordeiros foram expulsos de quadra na noite da última terça-feira. Segundo informa o News Corp, a polícia prendeu um homem de 37 anos depois que um grupo foi expulso da Rod Laver Arena.

A ocorrência aconteceu durante o jogo de cinco sets entre o francês Gael Monfils e italiano Matteo Berrettini. O homem detido pela polícia foi liberado em seguida enquanto são aguardadas novas investigações.

“A polícia se envolveu com um pequeno grupo de homens em apoio à segurança, após reclamações de clientes na Rod Laver Arena por volta da meia-noite”, disse uma porta-voz da polícia de Victoria, que alegou inicialmente que uma mulher havia sido agredida sexualmente, mas desde então revisou sua declaração. "Nossas informações sobre os incidentes no tênis mudaram", explicou o porta-voz.

Em dois momentos o comportamento do público ultrapassou os limites. O primeiro deles foi no início do quinto set, quando o árbitro James Keothavong ouviu o suficiente de espectadores indisciplinados enquanto eles faziam barulho enquanto Monfils tentava sacar. "Se você não quer assistir, por favor, vá embora", disse o juiz de cadeira.

O segundo aconteceu quando Berrettini conduzia sua entrevista na quadra pós-jogo com Sam Groth, ele foi interrompido por um desordeiro que gritou das arquibancadas. Não ficou completamente claro o que foi dito, mas parte da discussão soou como “f***-se”. O italiano parou e olhou de onde vinha o barulho, claramente impressionado, enquanto outros fãs vaiaram o culpado.

Comentários